Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Sábado, 27 de Julho de 2013
Haverá luta pelo Poder no PCP?

 

 

 

 

O engenheiro eletrotécnico e professor do ensino secundário José Faria Honório Novo sai da Assembleia da República sem que ao eleitorado do seu partido, o PCP, seja dada qualquer explicação.

Depois de quinze anos como deputado à AR e quatro ao Parlamento Europeu aquele que era considerado o melhor parlamentar do PCP e, por ventura, da própria Assembleia da República, sai sem sequer ser candidato à presidência de uma das mais importantes Câmaras Municipais do país como seria o Porto ou Lisboa. Será apenas candidato à Assembleia Municipal do Porto.

 

Habitualmente, os deputados mais conhecidos saem da AR para serem ministros, secretários de Estado ou presidentes de Câmaras, mas nunca para uma espécie de vazio político.

 

A tese de renovar o pessoal não colhe; os cargos políticos não são prémios de militância política, mas funções de muito trabalho em que os melhores não são os premiados pelos partidos, mas os que conferem aos partidos o prémio da sua notoriedade e capacidade para exercer bem a função em causa.

 

Honório Novo é um homem que ajuda o PCP a angariar mais votos e dá prestígio a Jerónimo de Sousa e nunca o contrário. Os seus 19 anos de parlamentar são um capital que nenhum partido pode desprezar e, principalmente, um pequeno partido como o PCP.

Por isso, acho que há algo no interior do PCP que não está bem. A meu ver, muitos dirigentes que ocupam o comité central são pessoas mal formadas, demasiado intolerantes e invejosas do prestígio que algum dos seus camaradas possa conseguir junto da opinião pública e daí correrem com eles para fora dos postos em que faziam um excelente trabalho para não ensombrarem o líder de momento e o pequeno grupo de acólitos pouco conhecidos. Fizeram-no a tantos parlamentares como Carlos Brito, Zita Seabra, Vital Moreira e outros.

 

Tal como o Partido Comunista da China, também o PCP não tolera os seus “Bo Xi Lai”, pois é sabido que na China, este dirigente caiu porque se tornou demasiado popular nas regiões em que liderava o partido. Mas na China, o PC não vai a eleições e a pequena comissão permanente do comité central pode fazer tudo o que lhe apetece no seu gigantesco país de 1,4 mil milhões de habitantes. Em Portugal, o PCP pode manter-se estalinista e continuar a querer ser apenas o líder máximo sem recurso a figuras de grande prestígio, mas com isso não passa dos 8 a 9% dos votantes e já é muito.

 

Pelo modo de ser de Honório Novo; combativo, mas democrata, sempre com algum humor, fazendo da política não um duelo, mas mais um diálogo de ideias divergentes, pode ser que tenha gerado no interior do PCP uma divisão profunda. Uns acham que a democraticidade e o diálogo é útil e outros continuam agarrados à luta e a uma “revolução de outubro” que nunca mais aparece por falta de condições. Talvez o problema seja mesmo outro, isto é, muitos militantes comunistas consideram que Honório Novo é a pessoa indicada para substituir o rústico Jerónimo de Sousa num país em que as classes médias, em termos de educação e espírito, são maioritárias e lutam desesperadamente para não caírem na condição de pobreza extrema.

 

Mesmo na atual crise, o povo português não se mostrou inclinado a ir combater nas ruas, parecendo que as divergências foram e, talvez, são maiores no interior do poder do que entre este e o povo português. O problema resolve-se com eleições e Jerónimo de Sousa não é pessoa para ganhar a confiança das classes médias porque nada lhes diz. Os seus adeptos são o pequeno grupo de idosos reformados alentejanos que não contam como eleitorado maioritário a quem faz uns discursos engraçados, mas desprovidos de sentido político. O seu lema “é preciso mudar de política” está esgotado porque nunca explicou para que política deve o País mudar sem que seja o eterno óbvio de que tudo deve ser bom ou estar bem.

 

 



publicado por DD às 19:51
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Dieter Dellinger: REESTRU...

Salário Médio dos Portugu...

Putin: O primeiro Czar de...

CADERNOS DE E CONOMIA Nº ...

Dieter Dellinger escreve:...

Dieter Dellinger: Origem ...

Aneuploidia Mutante

Macron quer uma Nova Euro...

O AfD é um partido da con...

Dieter Dellinger: O jorna...

arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds