Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Domingo, 1 de Dezembro de 2013
Dieter Dellinger: A lição Portuguesa

 

O governo e os banqueiros e outros parasitas estão sempre a falar no investimento estrangeiro, mas não vislumbram o que se passa no País.

Há uns poucos anos atrás, as multinacionais do calçado decidiram que Portugal não era competitivo e desataram a fechar fábricas com algumas dezenas de milhares de trabalhadores e foram pastar para a Roménia, Vietname, Cambodja e Bangla Desh.

Muitos industriais portugueses aguentaram a pé firme e lançaram novos modelos, criaram muitas das botas altas de senhora que vendem em grande quantidade nos países europeus, aperfeiçoaram outros modelos de senhora e de homem e impuseram-se nas feiras de calçado de Milão e de outras cidades. No início parecia que se tratava apenas de nichos de mercado e de fabricos de exclusivos para cadeias de lojas em França, principalmente, e depois noutros países. Aproveitaram também as verbas do PRIME-Programa de Incentivos à Modernização da Economia negociado pelo Governo Sócrates e eis que o volume de vendas começou a atingir valores visíveis às multinacionais que começaram a pensar; se aqueles tipos com as suas fabriquetas estão a aumentar as vendas e a ganhar dinheiro por que razão abandonámos aquele excelente mercado de fabrico aqui às portas das nossas lojas. Sim, pode haver crise, mas também não é tanta para os europeus andarem descalços.

A maior empresa estrangeira que funcionou no mercado português, a ECCO, que desempregou mais de 10 mil trabalhadores acabou por regressar e já está a dar trabalho a 600 pessoas e os salários no calçado não desceram, nem houve redução da TSU ou do IRC, antes pelo contrário. Eles vieram porque a marca “Made in Portugal” começou a ser reconhecida no mercado internacional do calçado como uma segunda “Made in Italy”. A própria China já compra calçado português, mas isso deriva da falta que têm de matéria-prima, ou seja, pele de boi ou vaca. Os sapatos chineses caros são feitos com pele de porco e os outros com telas revestidas a PVC ou Poliuretano.

É preciso perceber a China, Índia, Vietname, etc. São países em que o trabalhador é explorado até às últimas consequências, mas isso não é tudo, porque para fabricar algo são necessárias matérias-primas que esses países não possuem em quantidade e começam também a não serem fáceis de obter nos mercados mundiais.

A China não pode fabricar e exportar em quantidade móveis de madeira e papel porque não pode cortar todas as suas árvores e necessita da madeira que tem para o seu consumo. O mesmo se passa com a pele dos bovinos e com a cortiça e quase todos os produtos com base em matérias naturais que Portugal ainda tem.

O Belmiro de Azevedo descurou a Sonae indústria que apresenta prejuízos. Não investiu na produção dos aglomerados de madeira para os quais Portugal possui suficiente matéria-prima porque só via as mercearias como fonte de lucro e embirrou em meter-se nos telemóveis quando o mercado estava já saturado, daí que a Optimus tenha sido um falhanço a dar só prejuízos e a fingir um fusão com a ZON quando se tratou de uma venda a patacos por troca de umas poucas ações.

Também os produtos petrolíferos e os petroquímicos têm estado a valorizar-se nos mercados mundiais porque aos chineses falta capacidade de refinação e não possuem uma indústria suficientemente grande de polietilenos, polipropilenos, etc. e de adubos sintéticos, apesar de serem os mais produtores mundiais. Mas com 1.400 milhões de habitantes e uma grande indústria de exportação, as suas enormes produções são insuficientes. Daí que a Galp queira adquirir a Petroquímica da Sines La Seda que os espanhóis não quiseram gerir convenientemente. 

Enfim, nada disto tem a ver com o governo atual que ao permitir e fomentar o aumento abusivo dos preços da eletricidade contribuiu para criar dificuldades a toda a produção nacional e tornar a indústria portuguesa menos competitiva. Mesmo assim, muitos empresários continuaram na luta e estão a vencer. Por isso, é idiota um Pires de Lima chegado há dias ao Ministério da Economia estar a cantar de galo sem perceber o que se passou porque veio das cervejas que sempre tiveram mercado e exportam qualquer coisa para Angola. Ele nunca conheceu uma situação de ter de inventar novos modelos ou inventar novos produtos. A cerveja é uma bebida milenar que, em Portugal e noutros países, sempre deu dinheiro e fez de qualquer responsável um bom gestor. Para vender basta saber tratar bem a água e umas poucas matérias-primas e investir muito em publicidade.

 

 



publicado por DD às 18:06
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Portal do Montador a 2 de Dezembro de 2013 às 22:43
Muito bom o post. Aqui no Brasil o consumo de chapas de madeira tem crescido abaixo do que poderia. Novas fábricas de MDF surgiram mas o mercado poderia crescer mais. Os preços praticados deixam a industria entre os fornecedores de chapa e os varejistas. A SONAE já conseguiu ver isso antes.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28


posts recentes

Euro ou "Bitcoins" Portug...

Mário Centeno: O que caus...

Faaleceru o HOMEM da Libe...

Paulo Silva – O Caçador d...

A Europa tem Medo dos Muç...

Dieter Dellinger: Estalin...

Dieter Dellinger: Portuga...

Dieter Dellinger: A Obesi...

Trump vai nomear um Gover...

Dieter Dellinger copiou: ...

arquivos

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds