Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Quinta-feira, 26 de Dezembro de 2013
Dieter Dellinger: Gás Natural não Deve Aumentar de Preço

 

 

 

 

 

Há momentos fui alertado pelo noticiário televisivo que o gás natural que chega às nossas casas vai ser aumentado em 2,8% logo a partir do primeiro dia de Janeiro.

Fiquei verdadeiramente indignado, porque nos mercados internacionais o gás natural está a ser transacionado a um quarto do seu preço de há umas semanas atrás às empresas que o saibam onde adquirir e tenham administradores honestos.

Graças ao fracking, os americanos tornaram-se em grandes produtores e exportadores de gás natural e autossuficientes em petróleo, mesmo com a sua gigantesca indústria química.

Mas, não é só isso, o fracking provou que há gás natural debaixo de quase toda a superfície da terra e dos fundos marinhos dado que a superfície do planeta até a uma profundidade de alguns milhares de metros tem uma origem biológica, ou seja, a matéria inerte foi alterada pela presença de vida desde há 3,8 mil milhões de anos, mesmo quando por cima há rochas recentes resultantes das lavas vulcânicas. Nos primeiros quatrocentos milhões evoluíram lentamente as arcobactérias e cianobactérias procariotas sem núcleo, tendo produzido grande quantidade de metano que encheu totalmente a atmosfera. Depois algumas bactérias anaoxigénias (não consumiam nem produziam oxigénio) introduziram-se noutras, dando origem aos núcleos, mitocôndrias e cloroplastos, inventando ao mesmo tempo a fotossíntese que nunca mais deixou de produzir oxigénio que se ligou ao metano, principalmente ao nível das rochas metamórficas e sedimentares, incluindo os xistos e só muito posteriormente transformando o metano da atmosfera em dióxido de carbono até o esgotar e assim criar uma atmosfera que além do azoto contém 10% de oxigénio e CO2 mais uma pequena percentagem de gases raros.

O fracking consiste em injetar água com cloreto-tetra-metil-amónio mais alguns fungicidas e outros químicos através de rochas metamórficas e sedimentares do tipo xistos a profundidades de mil a três mil metros de modo a encontrar milhões de bolhas de metano existentes aí e, mesmo, petróleo quando se tratam de xistos betuminosos que existem também em grandes quantidades.

Muitos ambientalistas estão contra porque temem a poluição de águas de consumo, as quais não estão a mais de 200 metros de profundidade, pelo que é possível preservar distâncias de mais mil metros entre a água injetada e a de consumo resultante da infiltração das chuvas e posteriores nascentes de rios que formem ou não barragens.

Haja cuidado e controle e o problema energético estará resolvido por muito tempo, além de que os químicos utilizados para permitir a perfuração pela água das camadas de xistos e arenitos podem sofrer alterações no sentido de menor poluição. Está tudo no começo. O Estado norte-americano do Dakota tornou-se num grande produtor de gás e os alemães já verificaram experimentalmente que possuem muito gás natural no Estado da Renânia Westfalia. Os grandes perdedores podem ser os países que vendem o seu gás natural através de longos e caríssimos gasodutos como a Rússia, Argélia, etc.

Os países que produzem e vivem do petróleo começam a entrar numa certa aflição por o preço do crude já está a baixar e não vai parar tão cedo pela sua abundância e porque as crises financeiras artificiais estão a reduzir o consumo.

O gás natural pode ser facilmente comprimido a 1/600 por via de arrefecimento com azoto que abunda na atmosfera, pelo que a marinha de guerra americana resolveu passar a consumir gás natural liquefeito nos seus grandes motores Diesel em vez da mistela que punham que não era gasóleo nem nafta. A União Europeu pretende mesmo obrigar os navios que naveguem na Mancha e entrem em portos muito frequentados a utilizarem o GNL, pois os grandes motores Diesel podem passar rapidamente do óleo pesado ligeiramente aquecido a 60ºC para o gás liquefeito que praticamente não é poluente.

Muitas centrais térmicas americanas já consomem o GNL e um número crescente de viaturas.

Os EUA são o exemplo de país que não parou e não deixa nada por investigar, sejam exoplanetas a anos luz de nós, sejam os gases e petróleos das rochas metamórficas e sedimentares ou tudo o que diz respeito à informática, à produção agrícola, etc..

 



publicado por DD às 23:24
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Dieter Dellinger: REESTRU...

Salário Médio dos Portugu...

Putin: O primeiro Czar de...

CADERNOS DE E CONOMIA Nº ...

Dieter Dellinger escreve:...

Dieter Dellinger: Origem ...

Aneuploidia Mutante

Macron quer uma Nova Euro...

O AfD é um partido da con...

Dieter Dellinger: O jorna...

arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds