Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Terça-feira, 18 de Maio de 2004
Portugueses "Expropriados"
v-1161.jpg

Vamos passar a ser todos inquilinos do Estado, ou das Câmara Municipais, - dizem os entendidos na matéria.

Efectivamente, a decisão do governo de considerar para a aplicação da fórmula do cálculo do IMI um valor de construção nacional de 600 euros por metro quadrado é uma enormidade, principalmente para quem vive em Lisboa e Porto.


O Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) resulta da aplicação de uma taxa variável de 0,5 a 0,8% de acordo com as decisões das Câmaras Municipais sobre um valor patrimonial a calcular pela seguinte fórmula:


Valor patrimonial = C x A X FU X FL X FCQ x FV


Sendo: C= custo de construção por metro quadrado = 600 euros
A = área coberta + areas descobertas de uso pessoal como terraços, jardins, etc. x factor redutor para essas áreas (0,35)
FU = Factor de utilização = 1 para habitação; 1,3 para escritórios, etc.
FL = Factor de localização = 3 para grande parte de Lisboa, baixando até 0,35 numa aldeia erma.
FQC= Factor de qualidade e conforto em função dos elevadores, garagens, anexos, arrumações, aparelhagem, etc.
FV = Factor de vetustez = Valor decimal em funão da idade do alojamento.


Assim, um apartamento recente com 90 metros quadrados e localizado em Lisboa pode ficar por 90 x 600 x 3 = 162.000 (32.400 contos) se for desprovido de garagem ou de qualquer factor especial de conforto e qualidade, o que já não acontece em Lisboa.


Na prática, um 90 metros quadrados qualquer será avaliado a, pelo menos, 190.000 euros, sobre os quais o proprietário (inquilino do Sr. Santana Lopes) vai pagar a módica renda anual de 1.520 euros, ou 304 contos, ou 25,3 contos mensais.


Dado que existem mais de 5 milhões de apartamentos em Portugal, dos quais 85% são de propriedade dos seus locatários e os alugados também pagam, o Estado ou Câmaras Municipais vão receber uns 7,6 mil milhões de euros, o que representa 5,89% do PIB actual.


Acrescente-se que os prédios rústicos também vão pagar e o governo considera como valor médio do terreno de construção 120 euros por metro quadrado e do terreno agrícola ca. 60, podendo descer para 30 ou 10, ou seja, uma média de uns 20 euros por metro quadrado. Mais de 50% da superfície de Portugal é propriedade privada rústica, pelo que o Governo vai tirar dos 46.o00 km2 ou 46.000 x 1.000.000 m2 (20 euros) = 920.000 milhões de euros x 0,7% = 6.440 milhões de euros = ca. 5% PIB.


Contas feitas, o Governo prepara-se para extorquir aos portugueses 10,89% do PIB, ou seja, 14.048 milhões de euros, o que lhe permite cobrir largamente os actuais défices. Se Guterres tivesse feito issso, Durão Barroso seria o primeira a gritar contra nas suas pomposas conferências de imprensa.

Acrescente-se que existem nas Conservatórias mais 17 milhões de matrizes prediais rústicas e urbanas.


Esta é a tal reforma que o Medina Carreira e o Cavaco Silva tanto exigiam, mas que agora os deixou calados que nem ratos, pois o cobardes sabem que ninguém em Portugal é a favor deste imposto, pois os alojamentos dos portugueses foram pagos com dinheiro que já pagou impostos e, numa grande quantidade, estão ainda a ser pagos por muitos em bons anos. Com o aumento do desemprego, os portugueses começam a estar impossibilitados de pagarem as prestações e, ipso facto, o calamitoso imposto municipal.


Nota: Os senhorios vão pagar em Lisboa, 0,8% do valor das rendas anuais multiplicadas por 12. Uma casa arrendada por 500 euros mensais vai pagar de IMI 576 euros anuais. E, além disso, o senhoria vai pagar IRS sobre o remanescente mais outros rendimentos que tenha, incluindo os do trabalho.

Jornalblog "a Luta"

http://alutablog.blogs.sapo.pt






publicado por DD às 00:12
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Faaleceru o HOMEM da Libe...

Paulo Silva – O Caçador d...

A Europa tem Medo dos Muç...

Dieter Dellinger: Estalin...

Dieter Dellinger: Portuga...

Dieter Dellinger: A Obesi...

Trump vai nomear um Gover...

Dieter Dellinger copiou: ...

Arnaldo Matos acerca de G...

Dieter Dellinger copiou d...

arquivos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds