Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Domingo, 15 de Outubro de 2006
A Crise Não Acabou, mas pode estar no Fim

 

SIC-SAPO de Hoje: 

José Sócrates falava em Vila Flor, no Nordeste Transmontano, na apresentação a militantes dos distritos de Bragança e Vila Real da sua recandidatura a secretário-geral do PS e da moção "O Rumo do PS: Modernizar Portugal", que será discutida no congresso de Novembro.

O discurso de Sócrates foi dominado pelas reformas que o Governo tem em curso e pelo balanço de ano e meio de governação em que predominaram as questões económicas.

Na véspera da apresentação do Orçamento de Estado para 2007, que terá lugar segunda-feira na Assembleia da república, José Sócrates, reiterou que "o próximo orçamento será de rigor e contenção, que visa devolver ao Estado o equilíbrio das contas públicas sem malandrices, nem receitas extraordinárias".

O secretário-geral do PS defendeu que "o rumo" definido pelo Governo socialista para o país "está já a dar resultados ao fim de um ano e meio" e que prova disso é, além dos indicadores económicos, "a evolução do discurso da oposição".

"Primeiro falaram em recessão, depois evoluíram para estagnação. Afinal de contas estamos a crescer e vai daí lembraram-se de que, em vez de alinhados com a União Europeia, temos de crescer acima da média, acima de três por cento", declarou.

Para José Sócrates, "a evolução do discurso da oposição é a melhor prova de que as coisas estão a melhorar". O líder socialista referiu-se ainda aos "obstáculos e resistências" que as reformas do Governo têm enfrentado, sublinhando que conta "com os 10 milhões de portugueses que não se resignam, nem choram sobre o leite derramado". Fim de Citação .

É evidente que estamos numa inflexão para algum crescimento. Mas, assim como, uma estagnação ou uma quebra de 1 a 2% não é o FIM DO MUNDO, também um crescimentos de 1 a 2 ou até 3% não significa chegar ao CÉU.

A China e a Índia conhecem décadas de crescimento económico que tem chegado aos 10 e 11%, mas, mesmo assim, estão longe de beneficiar a totalidade das suas populações. De resto, se aqueles dois países alcançassem o tal NÍVEL DE MISÉRIA dos Portugueses, seriam necessários os recursos da totalidade de dois outros planetas como a Terra.

Ningué se iluda, NUNCA HAVERÁ CRESCIMENTO SIMULTÂNEO DO TERCEIRO E DO PRIMEIRO MUNDO. O equilíbrio sócio-económico e  ecoológico da Terra passa por uma quebra nos níveis de consumo dos 50 países mais ricos, entre os quais se conta Portugal.

Portugal tem quase 3 milhões de reformados e, apenas, 1,7 milhões de pessoas com mais de 65 anos de idade. Este número significa que não pode haver um bom nível de vida para os idosos porque 1,3 milhões de JOVENS REFORMADOS estão a roubar-lhes o pão de todos os dias. E os números de falsas baixas hospitalares, falsos subsídios, etc. contam-se por centenas de milhares ou quase um milhão por ano. Além disso, os falsos ordenados baixos para descontar pouco para a Segurança Social são incontáveis, tanto por serem muitos como por estarem bem disfarçados e desconhecer-se a quantidade.

Há muita gente - trabalhadores, patrões, independentes , etc., - a roubar aos outros sem saber que se está a roubar a si mesmo.

No fundo, o problema das sociedades democráticas e relativamente avançadas como é a portuguesa, é que todos trabalham para todos e as ditas classes dominantes e ricas acabam por não serem significativas (contra a sua vontade e por isso são oposição à democracia), pois o que conta numa economia não é o dinheiro ou o capital que se tenha ou que há, mas o trabalho realizado minuto a minuto, hora a hora, dia a dia por qualquer trabalhador para os outros trabalhadores. Do funcionário do Metro para os utentes e dos enfermeiros transportados para os funcionários do Metro e dos fabricantes de sapatos para todos os outros, etc., etc.. É isso que dá ao Socialismo no Poder sempre um aspecto de gestor do capitalismo. É que o Socialismo não foi capaz de inventar o bem-estar dos trabalhadores sem o próprio trabalho dos trabalhadores. A sociedade vive em regime de solidariedade absoluta.

Dsotto



publicado por DD às 20:25
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Faaleceru o HOMEM da Libe...

Paulo Silva – O Caçador d...

A Europa tem Medo dos Muç...

Dieter Dellinger: Estalin...

Dieter Dellinger: Portuga...

Dieter Dellinger: A Obesi...

Trump vai nomear um Gover...

Dieter Dellinger copiou: ...

Arnaldo Matos acerca de G...

Dieter Dellinger copiou d...

arquivos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds