Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Domingo, 28 de Dezembro de 2008
Revista de Marinha - Dezembro 2008/Janeiro de 2009

 

             Submarino Russo "Paltus" da Classe 877 (KiloII)

 

 

            

            Já foi posta à venda o número de Janeiro de 2009 da Revista de Marinha.

 

            Profusamente ilustrada, como é habitual, a RM traz na capa uma excelente foto do gigantesco paquete “Norwegian Jade” atracado ao cais de Alcântara.

            Para além dos noticiários sobre marinhas de guerra, mercante, pesca e desportiva, a RM abre com um artigo de Orlando Telmes de Oliveira com o elucidativo título de “O Naufrágio do Ensino da Mestrança e Marinhagem em Portugal” em que se critica com razão o desaparecimento desse ensino com o abandono de importantes equipamentos e edifícios que incluía um simulador de ponte de navio e instalações para a simulação situações de incêndios e alagamento.

            Dieter Dellinger publica neste número o seu quinto artigo respeitante à Marinha Russa, desta vez dedicado aos submarinos diesel-eléctricos com várias fotos dos mesmos. Segue-se um artigo do mesmo autor com o título “O Acidente no Submarino Russo Nerpa”. Ainda o mesmo colaborador publica em artigo “O Porto de Lisboa” um texto sobre o polémica do alargamento do cais de contentores de Alcântara no qual defende que o porto da capital do País destina-se a navios e que Portugal não pode voltar as costas ao mar e ao Tejo, tornando o elemento marítimo apenas paisagem.

            A captura por piratas somalis do petroleiro gigante “Sirius Star” é também descrita por Dieter Dellinger que no próximo número apresentará um estudo mais aprofundado. Também “O Acidente no Submarino Russo Nerpa” mereceu a atenção do autor deste blog.

            O crescimento da actividade de Reparação Naval por parte da Lisnave é descrita com atenção e num excelente grafismo ilustrado, tal como é o artigo do comandante Augusto Salgado, eminente arqueólogo-mergulhador, intitulado “Naufrágio do Arrastão Santa Mafalda (1964)”.

            O capitão de Marinha Mercante José Ferreira dos Santos publica neste número da RM um excelente artigo com o título de “Augusto de Castilho” – Caça-Minas ou Patrulha?.

            Este é o último número em que a Revista de Marinha tem como director o comandante Gabriel Lobo Fialho que a dirigiu durante 33 anos, tendo tido o autor deste blog como colaborador durante 20 anos e que continuará no seu “posto”.

            O próximo número da RM será “comandado” pelo Contra Almirante Henrique Machado Fonseca que já foi director dos “Anais do Clube Militar Naval” e tem uma longa carreira na Marinha de Guerra, nomeadamente no comando de várias fragatas portuguesas em missões da Nato.

            

Pedidos de Assinatura para revistamarinha@netcabo.pt

 

 Assinatura Anual: 12,50 - 6 números

 

 



publicado por DD às 16:02
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008
Oligarcas Russos Falidos

 Abramovitch nos anos 80 quanda era comunista

 

 

            O oligarca russo Roman Abramovitch perdeu com a actual crise financeira a “módica” quantia de 20,2 mil milhões de dólares. O proprietário do FC Chelsea viu a sua imensa fortuna ser reduzida de 23,5 mil milhões para 3,3 mil milhões de dólares. Isto em termos de capital bolsista perdido, pois desconhece-se qual o montante das dívidas do oligarca, as quais admite-se que sejam bem superiores ao valor dos activos na sua posse e, como tal, o homem deve ter deixado de ser oligarca e já nem será rico, podendo manter as aparências enquanto os bancos não exigirem o pagamento das dívidas.

            Os seis mais ricos oligarcas russos terão perdido mais de 100 mil milhões de dólares. O segundo mais rico depois do Abramovitch, Oleg Deripaska, viu os seus activos encolherem de 20 mil milhões de dólares para 7,5 mil milhões e ficar com dívidas no valor de 14 mil milhões de dólares. O “rei do aço” Wladimir Lessin, dono do ex-combinado socialista Novolpizek, passou de 22,2 a 3,1 mil milhões de dólares, enquanto outro dos “czares do aço”, Alexei Moradascov, dono da Severstal, perdeu 18,6 mil milhões de dólares.

            Também o dono do níquel russo, Michail Procorov, passou de um capital bolsista de 21,5 mil milhões para 6 mil milhões de dólares com dívidas em valor superior.

            De alguma forma pode dizer-se que a era dos oligarcas russos acabou. O valor das matérias primas desceu de tal modo que a maior parte das suas empresas estão a perder dinheiro e, como tal, o seu capital bolsista continua a cair. O resultado é que o Estado Russo não poderá deixar de tomar conta das empresas dos oligarcas e dos principais bancos da imensa federação e isto por uma fracção ínfima do seu valor ou mesmo gratuitamente.

            É verdadeiramente curiosa a fragilidade do capitalismo. Num ápice desapareceu o seu brilho e mais de 100 mil milhões de dólares.

 

 



publicado por DD às 22:06
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 20 de Dezembro de 2008
Os Incríveis Preços do Petróleo

 

Durante o dia de hoje, 19.12.08 pelas 12.30, o preço do barril de petróleo (Barrel Light Sweet Crude) chegou a ser cotado na bolsa de mercadorias NYMEX a 33,87dólares para entrega em Janeiro e a 41,46 USD para Fevereiro de 2009.

O Brent do Mar do Norte foi cotado na Bolsa de Londres a 43,80 USD, tendo acabado o dia a um valor ligeiramente superior.

Claro, os analistas não acreditam que estes preços se mantenham pois a decisão da OPEC em reduzir a produção em mais de 2 milhões de barris diários acompanhada por uma decisão semelhante da Federação Russa permitem antever alguma subida da cotação do barril, mas certezas não há, pois o que se tem verificado foi uma redução mundial do consumo acelerada pela perspectiva de uma crise económica global capaz de durar mais de um ano. De qualquer modo, os analistas fazem previsões e os economistas vão depois explicar à posteriori a razão porque os cálculos feitos à priori erraram totalmente. De acordo com os analistas deveríamos ter o “crude” a 200 dólares e, afinal, chegou a menos de 110 dólares do preço máximo, o que está a causar uma crise enorme nos países produtores de petróleo, muitos dos quais perderam biliões no colapso do capital bolsista verificado em todo o Mundo.

 

 

Evolução dos Preços do Barril:

 

Data

Cotação Final

Abertura

Máximo do dia

Mínimo do dia

 

 

 

 

 

 

18.12.2008

43,98

-

-

-

17.12.2008

40,06

44,25

45,52

39,88

16.12.2008

43,60

44,68

46,52

42,59

15.12.2008

44,51

47,04

50,04

44,11

11.12.2008

47,98

43,75

49,12

43,29

10.12.2008

43,52

42,72

46,16

41,86

09.12.2008

42,07

43,98

44,59

41,84

08.12.2008

43,71

41,90

44,67

41,64

04.12.2008

43,67

46,68

47,10

43,38

03.12.2008

46,79

47,59

48,03

46,12

 22.12.08           40,92   14H25



publicado por DD às 00:01
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008
Os "milhões" do Madoff

 

 

   Bernard Madoff, o lendário investidor da Wall Street, ex-presidente do NASDAQ, faliu com um buraco de mais de 50 mil milhões de dólares. Mais um que se vem juntar à longa lista de super-capitalistas e gestores falidos. Biliões de dólares evaporaram-se em todo o Mundo sob a forma de aplicações baseadas em acções que perderam o seu valor e fundos rotativos do tipo Dona Branca que pagavam juros elevados com as entradas em dinheiro de investidores.

        Os clientes formaram uma pequena multidão junto aos escritórios luxuosos da Terceira Avenida em Manhattan, mas encontraram as portas fechadas e tudo selado por ordem de um juiz que deteve o financeiro e o libertou contra uma caução de 10 milhões de dólares.

            

         Foi assim, o “império financeiro” de Madoff. Os milhões de bancos como o Santander que terá perdido mais de 2,5 mil milhões de dólares, instituições de caridade, fundos de pensão, milionários, actores de Hollywood e muita gente mais volatilizaram porque serviram para alimentar a gula daqueles que procuravam a renda mais elevada para os seus capitais sem terem percebido que a época das rendas já tinha acabado com os juros baixos. Nada valia verdadeiramente alguma coisa, mas antes da falência do banco de investimentos Lehmans e do início da crise mundial acreditava-se piamente na existência de grandes fortunas e empresas com lucros fabulosos. O capitalismo liberal faliu de vez, mas criou igualmente um problema para a esquerda radical.

        Efectivamente, as esquerdas do tipo trotzquistas, estalinistas e comunistas em geral acreditam na redistribuição das fortunas dos chamados ricos quando hoje é o próprio Estado a apoiar os bancos e, por essa via, parte dos detentores das grandes fortunas. Não há nada para redistribuir. Os milhões eram fogos-fátuos. Muitos milionários ficaram só com a luxuosa casa e os carros que terão de vender para se sustentarem no resto da vida.

Ficou o trabalho de cada um dia após dia e os impostos que paga.

 



publicado por DD às 23:01
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 6 de Dezembro de 2008
Crise ou Anticrise?

 

            A queda do preço do petróleo bruto (Brent) para os 42,93 dólares de agora representa um choque tremendo na economia dos países produtores, todos a contarem com o barril a mais de 100 dólares e até a 200 no fim deste ano. Foi uma surpresa não prevista por nenhum economista, apesar de ser claro que as bolhas rebentam sempre e, neste caso, por bolha entende-se um aumento exagerado dos preços

            O preço actual roça o chamado “Índex” de muitas regiões do Globo, isto é, o custo da produção, pelo que alguns países estarão já a perder dinheiro e ninguém sabe porque desce assim o petróleo já que o consumo atingiu um valor relativamente elevado ou semelhante ao do início deste ano.

            Em Portugal, os combustíveis desceram bastante, mas não o suficiente para estarem iguais aos preços que vigoravam quando o “crude” estava ao preço actual. Claro que estão a ser feitas promoções, há muitos títulos de bonificação. Até as lojas Minipreço oferecem vales de um euro para quem mete 20 litros, o que significa 5 cêntimos de desconto, o que leva o gasóleo para os 99 cêntimos e a gasolina 95 para 1,02. E há muitas mais promoções que rondam os 6 a 8 cêntimos de desconto por litro.

            Associado à queda Euribor e à descida de muitos outros preços, pode dizer-se que as famílias portuguesas começam a tiram algum proveito da crise, tanto mais que não tem havido muitas fábricas a fechar.

            A Delphi de Ponte de Sor que fabrica volantes e airbags com mais de 400 trabalhadores esteve para fechar e chegou a enviar equipamento para a Roménia. Agora fez regressar o equipamento e continua a funcionar em Portugal. A indústria automóvel está em crise, mas as quebras rondam os 10 a 20%, o que significa que para os restantes 90 a 80% de automóveis que estão a ser fabricados e vendidos são necessários os equipamentos habituais. 

            Enfim, não prevejo uma crise tremenda, tanto mais que Plano Obama parece ser prometedor,  vai ser gerido com grande energia e não deixará de influenciar o Mundo inteiro.

 



publicado por DD às 21:39
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20

23
24
25
26
27
29

30


posts recentes

Dívida Pública: Acordo BE...

Suicídio da Europa segund...

Marcelo Condecora Soares ...

Comissária Desconhecida q...

Produção de Automóveis

Défice de 2%

IMPOSTOS

Cronologia da PT deturpad...

Schäuble quer Dominar a E...

Euro ou "Bitcoins" Portug...

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds