Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Domingo, 15 de Março de 2015
Diogo Sotto Maior: PT INOVAÇÃO PODE FECHAR

Segundo o Expresso Economia, O Senhor Dexter Goie, presidente da Altice - que espera a luz verde de Bruxelas para ficar com a PT – encara a possibilidade de anular muitos projetos da PT Inovação e Sistemas de Aveiro e até acabar com aquilo tudo porque, no seu entender, “não fará sentido continuar a desenvolver produtos tecnológicos que podem ser comprados no mercado internacional a uma fração do seu preço.”

A PT Inovação impulsionou muitos inventos portugueses e tinha colocado a PT como a empresa mais inovador e líder no seu setor em Portugal com relevo nos mercados internacionais. Trabalhava em ligação com a Universidade de Aveiro, dando trabalho a 600 engenheiros e informáticos diversos e a outros tantos de empresas fornecedoras. O seu fim tornará Portugal bem mais POBRE.

O senhor Goie é um gestor com mentalidade de contabilista e quer retirar à PT e em muito pouco tempo o dinheiro que vai investir na sua compra. Para tal terá de fechar tudo o que não produza resultados imediatos, mesmo que comprometa o futuro com isso. E compromete mesmo, dado que as telecomunicações, internet e ligações televisas por cabo funcionam num mercado altamente saturado. Não há quem não tenha um ou mais telemóveis e cada vez mais famílias estão ligados por cabo a telefones fixos da PT e à Internet e Televisão. Daí que só no campo da verdadeira inovação se pode crescer neste sector e tudo o que se possa comprar nos mercados, os concorrentes também o podem fazer.

O desastre da PT provocado por Granadeiro, Bava e Ricardo Salgado é um golpe mortal num setor de inovação em que Portugal mostrou que tinha valor e que, provavelmente, estará perdido como vai estar o motor de busca SAPO que a Altice não gosta.

A empresa Altice veio da construção civil e tem pouca prática de alta tecnologia e daí a desvalorização da inovação por parte desse senhor Dexter.

Mas, também pode ser que o indivíduo se esteja a fazer aos incentivos de competitividade da União Europeia que muito beneficiaram empresas estrangeiras a funcionar em Portugal.

Curiosamente, ainda segundo o Expresso Economia, a empresa que mais incentivos recebeu em Portugal e em toda a União Europeia, já não existe porque fechou por falência; foi a Quimonda. Depois foram beneficiadas a Renault francesa, a Continental alemã, a Embraer brasileira que recebeu 81 milhões de euros para fabricar umas peças em Portugal. Até a IKEA recebeu 29 milhões para fazer uns tampos de mesa e secretárias em aglomerado de madeira em Portugal.

Ao ler a lista no Expresso parece que ninguém investiu o quer que seja em Portugal, mas sim recebeu milhões e milhões e vão continuar a receber porque há um novo programa de incentivos à modernização da economia (PRIME) supostamente financiado por Bruxelas.

Na verdade, todo esse dinheiro que vem de Bruxelas foi daqui para lá sob a forma de 23% da receita do IVA. Quanto mais alto for o IVA, mais dinheiro vai para a UE e mais volta para financiar principalmente multinacionais de origem alemã, francesa, sueca, etc., se bem que haja uns trocos para as PME portuguesas que quase não pagam o que se gasta na elaboração de um projeto.

A Alemanha, quando tomou conta da União Europeia após a sua reunificação, colocou-a inteiramente ao serviço do grande capital e de preferência do seu, impondo políticas de extremadireita tipo “Nova Ordem” nazi a toda a Europa que a segue como cordeirinhos acabados de nascer.

 

 



publicado por DD às 18:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sábado, 14 de Março de 2015
Tikrit está quase a cair

 

No centro de Tikrit já só devem estar menos de 100 combatentes islâmicos a resistirem ao avanço do exército iraquiano e das milícias aliadas. O problema das colunas que avançam são as minas e bombas colocadas um pouco por toda a parte e que têm de ser retiradas previamente.

Mesmo assim, as forças iraquianas e as milícias aliadas admitem libertar Tikrit nas próximas 72 horas, segundo fontes militares iraquianas citadas pela Sky News Arabia.

Apoiado pelas milícias populares xiitas, o exército iraquiano está apostado em recuperar para a sua República a cidade natal de Saddam Hussein das mãos dos extremistas sunitas do autoproclamado Estado Islâmico.

As forças iraquianas são apoiadas também pelas Brigadas da Paz do líder xiita Moqtada al-Sadr.

Esta é a maior ofensiva até agora lançada pelas forças iraquianas para reconquistar os territórios ocupados desde o verão de 2014 pelos djihadistas. Para o efeito estão a utilizar os novos oficiais "non comissioned" equivalentes aos antigos milicianos portugueses com um curso de um ano e que são originários das universidades iraquianas, nomeadamente dos institutos técnicos, sendo como tal pessoal de mente moderna e pouco inclinada para exageros religiosos.

Depois de Tikrit, a 160 km a norte de Bagdad, o próximo alvo será Mossul, segundo os responsáveis militares iraquianos.

Ao todo, na batalha contra os extremistas em Tikrit estão envolvidos mais de 30 mil combatentes.

Da acordo com Karim al-Nouri, porta-voz das milícias xiitas, participam nestas operações 40 conselheiros militares iranianos, um apoio que já mereceu críticas indiretas do governo saudita.

Os islâmicos estão também sob ataque cerrado, a norte, de milícias xiittas e forças curdas, que se batem pela cidade petrolífera de Kirkuk.

A principal refinaria de petróleo que estava na posse dos extremistas islâmicos foi destruída pela aviação aliada e note-se que o petróleo continua a descer, estando o preço do barril WTI em 44,85 dólares, valor não atingido há muitos anos, o que atrapalha o Irão, cuja presença no Iraque ao lado da maioria xiita podia suscitar uma tendência para ficarem como potência dominadora. Mas, com pouco dinheiro, o regime iraniano vai enfrentar o descontentamente da sua população que parece estar cada vez mais farta da religiosidade islâmica.

 



publicado por DD às 22:27
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 13 de Março de 2015
Iraquianos já estão em Tikrit

 

Após uma semana de combates, as tropas iraquianas com os seus aliados milicianos xiitas e sunitas terão chegado ao centro da cidade de Tikrit, o ponto nevrálgico para expulsarem do Iraque os invasores islâmicos oriundos da Síria com combatentes das mais diversas nações.

O hospital militar de Tikrit foi tomado e muitas aldeias nos arredores da cidade estão sob o controle do governo iraquiano., mas em muitos bairros continuam os combates, os islâmicos ainda não foram totalmente derrotados em Tikrit.

A agência noticiosa iraquiana Al-Mada diz que as forças que atacaram pelo sul da cidade tiveram mais êxitos, apesar dos violentos combates travados, tendo içado a bandeira da nação iraquiana em muitos edifícios.

São 30 mil homens que pretendem conquistar Tikrit e, com isso, provocar a segunda maior derrota aos islâmicos depois de Kobane.

Tikrit foi a cidade mais ao sul que o Califado conquistou, sendo totalmente sunita, mas agora sem a maior parte da população que fugiu antes de se iniciarem os combates e poucos são os habitantes que estão a lutar com os islâmicos, apesar de se sentirem ameaçados pelas milícias xiitas.

Entretanto a 180 km a sul de Tikrit, em Ramadi, a capital da província de Ambar, os islâmicos fizeram explodir algumas viaturas em atentados suicidas, causando entre 10 a 30 mortos. Pretendiam mostrar que, apesar dos combates em Tikrit podiam avançar para o sul e liquidar mais pessoas inocentes.

As forças aéreas aliadas têm atacado as linhas de comunicação entre o norte da Síria e o Iraque, a fim de impedir um reforço das forças que defendem Tikrit e que parecem estarem condenadas a uma derrota certa.

 


tags:

publicado por DD às 00:39
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 11 de Março de 2015
Vamos ter um Ano de Manobras Militares

 

Na sequência das manobras militares realizadas pelos russos junto às fronteiras da Estónia e da Lituânia, os EUA estão a enviar para a Estónia e Letónia centenas de tanques de combate principal “Abrams”, carros blindados “Bradeley” e outro material com 3 mil homens que chegarão em Maio para manobras durante uns 90 dias. O material ficará nas Repúblicas Bálticas, devendo a tropa americana e de outros países instruir os bálticos no manejo do material enviado.

A Letónia e, em parte, a Estónia possuem importantes minorias russas, pelo que, sendo países da Nato, esta organização pretende demonstrar que não haverá separação de províncias a favor do Império Federativo Russo-

Na Ucrânia, os EUA começaram a fornecer drones e veículos blindados “Humvee” para observarem a retirada do material peado acordado entre a Ucrânia e os chamados separatistas russos.

Obama disse que se a Nato estiver unida, a Rússia não avançará para a conquista da Ucrânia, o que parece não ser muito do agrado da população russa por temer uma guerra que ninguém quer. Saliente-se que a Rússia é uma grande nação com 145 milhões de habitantes, mas tem uma das mais baixas taxas de natalidade do Mundo, pelo que as famílias não querem perder os seus poucos filhos nem num conflito com o povo irmão ucraniano, nem com a Europa que tanto admiram. Já estive na Rússia e reparei que eles gostam mais dos europeus que estes de si mesmo. Até julgam que Portugal e a Grécia são verdadeiros paraísos.

Acrescente-se ainda que a Rússia de Putin saiu do Tratado de Controle de Forças Terrestres na Europa assinado entre o antigo Pacto de Varsóvia e a Nato por considerar que alguns países do então Pacto de Varsóvia são hoje membros da Nato. Na sequência do fim deste tratado, os EUA vão fornecer 200 “Humvees” não blindados e uma série de sistemas móveis de radares de observação e controle de tiro à Ucrânia. Será uma primeira demonstração que a Ucrânia não está só e o secretário-geral da Nato Jens Stoltenberg afirmou que auma maior amputação da Ucrânia significaria a entrada do resto deste país na Nato e o início de uma perigosa conflitualidade que pode terminar em guerra ou num regresso pacífico das províncias perdidas da Ucrânia.

A NATO exige também o regresso dos territórios retirados à Moldávia e à Georgia com o pretexto que o Mundo de hoje já não é de retalhar nações e povos.

Curiosamente, as maiores manobras da Nato não vão ser realizadas no leste europeu para evitar uma situação conflituosa, mas sim em Portugal e Espanha nos próximos meses de Junho e Julho com a participação de 25 mil homens e mulheres. O essencial é treinar e demonstrar a capacidade para juntar rapidamente uma tropa bem armada e em número elevado num determinado “teatro de combate”.

Enfim, Putin está cada vez mais “rambo” e achou que chegou a sua hora dada a política de austeridade e poupança imposta pela Alemanha que conduz à desunião e desarmamento europeu.

 Nota: Pelo indicador do preço do petróleo, o barril está 48,29 dólares WTI nos EUA, o que significa um gigantesco prejuízo para a Federação Russa que tinha um Orçamento de Estado baseado num preço do barril a cerca de 100 dólares.

 


tags:

publicado por DD às 23:09
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 8 de Março de 2015
Dieter Dellinger: Os Limites da Arrogância

 

 

 

Relativamente a Portugal e ao Sul da Europa em geral, a Finlândia tem sido o país mais arrogante e castigador de todos. Os finlandeses são vistos por si e por muitos panegiristas portugueses como tendo a melhor educação do Mundo, o melhor sistema de saúde e social, a melhor indústria, etc.. Enfim, tudo melhor com um Pib per capita de 49 mil dólares, mais do dobro do português, e, apenas 5,3 milhões de habitantes em 338 mil km2. Uma área grande, mas muito fria.

Apesar disso tudo, a Finlândia entrou em crise, o seu Pib tem vindo a descer desde 2012 e a sua principal empresa, a Nokia, foi vendida ao desbarato à Microsoft. Esta valia no início do Século – segundo o Expresso Economia – cerca do dobro do PIB finlandês e possuía fábricas em todo o Mundo que fabricavam todo o tipo de modelos, mas bastou o aparecimento do iPhone da Apple e depois os Smartphones da Samsung e outras empresas para derrubar a toda poderosa e mundial Nokia. Os gestores da Nokia esqueceram-se de serem inovadores e hoje fabricam as antenas já instaladas em toda a parte que são originárias da antiga Ericson que a Nokia comprou há tempos e fabricam os telemóveis simples e baratos para os países emergentes.

A segunda grande indústria da Finlândia, o papel também tem vindo a cair. No Mundo compram-se cada vez menos jornais e livros em papel, crescendo a preferência pela leitura informática e pela grande viragem que é o leitor que também escreve nos blogs e facebooks.

A construção naval finlandesa dava cartas, mas a China, Coreia do Sul, etc. constroem a preços mais acessíveis. Contudo, nos gigantescos motores diesel do tamanho de um pequeno prédio, os finlandeses ainda marcam uma importante presença, exportando-os para a China e Coreia para serem instalados nos grandes porta-contentores, petroleiros, etc.

O desemprego aumentou para perto dos 10%, as contas do Estado devem ter registado em 2014 um défice ligeiramente superior a 3% e a dívida pública começa a subir um para além dos 60%.

O governo atual da direita liberal deverá ser substituído por um do partido centristas coligado com outras formações partidárias, dado que as sondagens não apontam para uma maioria de um só partido.

A Finlândia não faz parte da Nato, pelo que as importações de material bélico de fora da Europa pagam elevados direitos aduaneiros a Bruxelas. Só por 18 caças-bombardeiros F-18 Hornet tiveram de entregar à UE mais de 35 milhões de euros.

Enfim, a Finlândia é um exemplo para a Europa, sendo o único país escandinavo com o euro e um elevado custo de mão de obra que não pode ser adaptado aos mercados mundiais pela desvalorização da moeda. A Alemanha obrigou o euro a ser uma moeda forte e só agora é que começa a desvalorizar e a aproximar-se lentamente do dólar. Moeda forte, pessoal caro, serviços educacionais e sociais também caros que não permitem à Finlândia descer imposto podem conduzir à falência de uma grande parte da indústria de um país, o que até acontece quando o custo do trabalho não é nada excessivo como em Portugal.

Um avanço só permanece enquanto não aparecerem concorrentes mais inovadores e baratos. A Europa germânica ainda acredita que os seus carros se vendem em todo o Mundo, mas a qualquer momento podem aparecer viaturas chinesas de qualidade a preços imbatíveis desenhados por italianos. A China já fabrica 15 milhões de carros por ano e já bate os europeus em muitos mercados fora da Europa.

O Mundo e a vida não é para os teimosos; a flexibilidade e visão do futuro é que determinam a permanência do êxito.



publicado por DD às 18:10
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Dieter Dellinger: REESTRU...

Salário Médio dos Portugu...

Putin: O primeiro Czar de...

CADERNOS DE E CONOMIA Nº ...

Dieter Dellinger escreve:...

Dieter Dellinger: Origem ...

Aneuploidia Mutante

Macron quer uma Nova Euro...

O AfD é um partido da con...

Dieter Dellinger: O jorna...

arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds