Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Terça-feira, 25 de Março de 2008
Boas Notícias

 

52.258 foi o número de desempregados a menos inscritos nos Centros de Emprego no fim de Fevereiro deste ano relativamente ao mesmo dia do ano anterior e 1.095 o número da redução mensal entre o primeiro e o segundo mês deste ano.

 

            O desemprego diminuiu assim em 11,6% num ano, passando para um total de 398.579 pessoas ainda sem emprego. Mais de metade dos desempregados está nessa situação há menos de um ano e 4,5% dos mesmos procura o primeiro emprego.

            Nos Centros de Emprego estão inscritas 342.652 pessoas, o que é muito e corresponde a uns 7,5% do total de um pouco mais de 5 milhões de trabalhadores em actividade. É muito, mas não é dramático quando comparado com o que se passa nos restantes países da Europa e do Mundo.

            A redução do desemprego significa que, apesar do fecho de muitas empresas, outras mais abriram e aumentaram os seus efectivos. O Expresso Economia tem relatado semana após semana casos de empresas de êxito e empreendedores criativos que exportam

            Curiosamente, o sector do calçado que registou nos últimos anos o maior número de empresas a fecharem, quase todas estrangeiras, registou em 2007 o maior valor de exportações nos últimos 20 anos com o incrível número de 70 milhões de pares de sapatos vendidos ao exterior. Neste aspecto, Portugal foi o maior exportador de calçado da Europa e o único que conseguiu fazer frente à enorme concorrência do calçado oriundo de países como a China e Índia, cuja qualidade todos sabemos que é péssima. O crescimento das exportações portuguesas de calçado aumentou 9,2% em 2007, relativamente a 2006. Portugal exporta não só para os seus principais mercados europeus como também para a Arménia, Azerbeijão, Bolívia, Jamaica, Peru, Quénia, Rússia e Timor. São 118 os países que adquirem calçado português. E, para além do calçado, Portugal exporta para a China e outros países partes do mesmo como solas, etc. e até maquinaria para o fabrico de calçado, pois Portugal tem começado a fabricar máquinas de cortar a laser comandadas por computador, prensas de calçado, etc.

            Por último, uma pequena nota quanto à segurança policial. Portugal tem um agente da autoridade por cada 227 habitantes nas áreas de intervenção da PSP, enquanto a média da União Europeia é de um para 350 habitantes. Contando com a GNR, Portugal com quase 80 mil agentes de autoridade tem 130 profissionais de segurança por cada mil habitantes.

            O representante da Associação Sindical da Polícia negou esta verdade, mas não deu números e disse que as queixas demonstram que não é verdade que haja tantos polícias. Claro, o homem nada disse sobre número de queixas em Portugal e em qualquer país da União Europeia, pelo que as queixas nada nos dizem sobre o número de polícias.

            As recentes estatísticas europeias sobre o crime revelaram que Lisboa foi a segunda cidade europeia com menor número de homicídios registados em 2007, só ultrapassada pela cidade de La Valeta na Ilha de Malta em que não se verificou um só caso de morte provocadas.

            Enfim, na falta de casos muito violentos, o licenciado Pinto Monteiro, procurador da República, fala em violência na escola e a TSF dedica toda uma manhã a discutir o caso de um conflito entre uma aluna e uma professora por causa do telemóvel que a pedagoga lhe retirou, como se um caso num universo de 1,6 milhões de alunos do ensino não superior tivesse algum relevo estatístico e merecesse um programa de rádio. De resto, não se sabe ainda se houve agressão da aluna à professora, pois o vídeo que foi mostrado mostra a aluna a querer tirar o seu telemóvel das mãos da professora.

            O Pinto Monteiro ofende o Povo Português e a sua juventude ao afirmar que há gangs nas escolas. O homem é visivelmente um esquizofrénico com a mania da perseguição por parte da juventude portuguesa. Estas esquizofrenias acontecessem nalguns profissionais da justiça que tendem a ver nos casos que lhes surgem como um problema de toda a população, neste caso a escolar.

            Em 2007 terão sido agredidos ou ofendidos 185 professores, o que representou uma descida de quase 10% relativamente a 2006. Isto num Universo de 147.000 professores. Foram pois vítimas 0,12% dos professores em menos de 7% de escolas do País. É mau que isso aconteça, mas percentualmente não é significativo. Os procurador tem a obrigação de ter uma certa “literacia” em termos numéricos e sabe que o programa “Escola Segura” da PSP tem funcionado razoavelmente e, bem assim, os sistemas de vídeo-vigilância instalados nas escolas problemáticas, existindo ainda um professor coordenador da segurança na escola e que é responsável pela ligação da escola às autoridades policiais, nomeadamente na participação de ilícitos verificados nas escolas. Mais de 80% dos ilícitos comunicados às autoridades foram registados no exterior das escolas e não no seu anterior, tendo a maior parte sido entregue à PSD, nomeadamente aos agentes da “Escola Segura”.

            Saliente-se que a nova Lei da Gestão Escolar reforça a autoridade dos professores na Escola, a qual tem sido reclamada pelos professores e sindicatos, mas é agora atacada com violência pelos mesmos professores e sindicatos. Nesta nova Lei de Gestão Escolar, os directores de escola podem impor penas de autoridade disciplinar sem um longo processo disciplinar. Isto com excepção dos casos de expulsão escolar que passa pelas Direcções Regionais.


publicado por DD às 11:02
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20

23
24
25
26
27
29

30


posts recentes

Dívida Pública: Acordo BE...

Suicídio da Europa segund...

Marcelo Condecora Soares ...

Comissária Desconhecida q...

Produção de Automóveis

Défice de 2%

IMPOSTOS

Cronologia da PT deturpad...

Schäuble quer Dominar a E...

Euro ou "Bitcoins" Portug...

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds