Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Quinta-feira, 22 de Maio de 2008
A Fileira das Energias Renováveis

 

 

Depois das eólicas e da aposta em novas barragens, Portugal procura alargar a sua fileira de empresas do sector de energias renováveis para o fotovoltaico. A nova fábrica da Qimondo já não é a primeira nem a segunda a funcionar no País na difícil produção das placas de silício puríssimo para a captação da energia solar.

            Curiosamente, juntaram-se na zona da assinatura do acordo as duas economias portuguesas: a do Portugal velho e sem futuro representado pelos trabalhadores da Fábrica Têxtil falida há 14 anos e o futuro no campo das energias renováveis.

            Já há 14 anos ou mais, o Comunismo Chinês e Vietnamita oferecia à gula capitalista mão-de-obra a menos de 30 cêntimos do Dólar à hora. Mesmo com os ordenados mais baixos da Europa, Portugal não podia competir, excepto nalguns casos em que se juntou qualidade, marca e capacidade de venda. Recordo que o antigo Ministro da Economia de Salazar, Correia de Oliveira, dizia que o modelo industrial português estava esgotado e não tinha futuro. E foi isto há mais de 40 anos atrás.

            Portugal é cada vez mais obrigado a encontrar formas de energia interna e explorá-las ao máximo e é o que está a fazer com a vantagem no campo das eólicas, por exemplo, de ter já 29 fábricas a produzir os respectivos materiais e equipamentos, cujas exportações deverão gerar uma receita de uns 300 milhões de Euros em 2009.

            O investimento nas eólicas já ultrapassou os 3 mil milhões de Euros e deverá chegar aos 4 mil com os novos parques para pequenos investidores. A EDP é a quarta maior empresa do Mundo produtora de electricidade a partir das energias renováveis, principalmente eólicas e hídricas.

            Neste campo não há concorrência chinesa, pois os chineses têm um défice gigantesco de energia; a maior parte das suas aldeias ainda não têm energia eléctrica. Além disso, produzem quase toda a sua electricidade a partir de centrais térmicas a carvão altamente poluentes e algumas centrais nucleares além de umas tantas barragens. A poluição é tremenda e, apesar de acusarem os EUA de poluírem mais, a verdade é que numa área quase igual à dos EUA vivem 1.300 milhões de chineses contra 300 milhões de americanos nos EUA. A poluição afecta em primeiro lugar os pulmões chineses.

            Portugal está pois no bom caminho ao ultrapassar a meta imposta por Bruxelas que é de produzir 39% da electricidade a partir de energias renováveis em 2010. Portugal atingiu no ano passado os 42% e com as barragens que serão principalmente de realimentação de outras barragens como acontece na Aguieira e no Alqueva, Portugal estará mais livre dos problemas emergentes de sequências de 2 a 4 anos secos, o que acontece de 12 em 12 anos, aproximadamente.

            Claro que é preciso dizer também. Todas estas energias têm futuro se não aparecer algo de novo e espectacular como o motor que funciona a água. Um engenheiro americano diz que já o inventou, tratando a água com micro-ondas que se “incendeiam” por via do hidrogénio molecular formado. Não se sabe é qual a eficiência energética do processo, já que as micro-ondas carecem de uma fonte de electricidade.

            De qualquer modo, nada está garantido nesta época de profundas transformações tecnológicas. Há quem chame época de crise, mas eu prefiro considerar como sendo aquela parte mais inventiva dos Ciclos de Kondratiev que depois produzem crescimento sustentados que vão esgotando as suas tecnologias até ter de entrar-se em novo ciclo inventivo.

            Mas, estar parado é que não interessa a Portugal e com o actual Governo não estamos parados.

            O País não pode deixar de ter combustíveis caros pois não possui nenhum rio de euros para mandar para fora. Temos de poupar os combustíveis e as empresas têm de racionalizar o uso dos seus sistemas de distribuição e utilização energética. Ainda hoje vi à porta de uma farmácia, sair de uma carrinha a diesel o empregado de um armazenista com um tabuleiro com uma meia dúzia de medicamento. Não pode ser. O gasto em gasóleo é excessivo para tão pouca mercadoria e a poluição diesel que é tremenda em CO2 e os perigosos óxidos de azoto NOx. Os retalhistas de qualquer ramo têm de racionalizar as suas aquisições e receber mercadoria a dias certos da semana ou da quinzena.



publicado por DD às 23:38
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Faaleceru o HOMEM da Libe...

Paulo Silva – O Caçador d...

A Europa tem Medo dos Muç...

Dieter Dellinger: Estalin...

Dieter Dellinger: Portuga...

Dieter Dellinger: A Obesi...

Trump vai nomear um Gover...

Dieter Dellinger copiou: ...

Arnaldo Matos acerca de G...

Dieter Dellinger copiou d...

arquivos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds