Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Quarta-feira, 23 de Julho de 2008
O Pequeno "Himmler" da Bósnia foi Preso

 

 

 

 

 

De repente, numa Europa “civilizada” que condenou os massacres nazis e muitos outros, apareceu um pequeno Hitler ou, mesmo, um Himmler de trazer por casa, com um Partido pseudo-democrático e uma milícia do tipo SS dos Campos de Concentração disposto a fazer num recanto europeu mais uma “limpeza étnica”.

            Arrogantes e loucos, os grandes assassinos de Sebernica filmaram o evento. Vemos no filme os algemados jovens muçulmanos da Bósnia em fila indiana a caminho de uma vala comum. Tal como fizeram os nazis na Ucrânia e noutros países cada um levou um tiro nas costas e tombou para a vala..

            Foram dezenas de milhares de bósnios executados e muitos outros assassinados no cerco de Sarajevo entre 1992 e 1996. Todos tinham cometido um “crime”: eram muçulmanos. Tal como os seis milhões de assassinados pelo nazismo pelo “crime” de terem nascido judeus.

            A Europa julgava que a bestialidade tinha desaparecido das suas terras e ela apareceu repentinamente e dirigida por um homem de que ninguém esperava tal coisa. Radovan Karadzic, um psiquiatra especialista em “neuroses e depressões” que até frequentou durante um ano a Columbia University de Nova Iorque e escrevia poemas. A única semelhança com Adolf Hitler é a de ter também fundado um partido político, o Partido Democrático Sérvio. Hitler, o monstro, fundou um Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães. Pergunta-se! Para que serve a linguagem quando sob esses nomes se esconde a maldade total e absoluta. Para que servem estudos psiquiátricos quando se pode vir a comandar mais um holocausto de uma etnia diferente.

            A Jugoslávia pretendeu ser um exemplo para o Mundo; um comunismo cooperativo e quase democrático e multi-étnico. Um Farol do Terceiro Mundo e da Paz; um apoiante dos movimentos que combateram nas colónias portuguesas para as libertarem do chamado jugo colonial português.

 

 

 

            Nesse país exemplar, de um dia para o outro, desatam todos a matarem-se uns aos outros. O colérico Radovan Karadzic concorre às eleições na Bósnia e perde porque a população sérvia naquela região limitava-se a 30% e o Partido Muçulmano de Alija Izetbegovic ganhou o direito a ser poder. Os sérvios cristãos ortodoxos não suportaram a ideia de serem dirigidos pelos seguidores do Profeta. Eram os paladinos do anti-racismo e anti-colonialismo desde que em casa fossem eles a mandar. Sempre apoiaram a luta dos palestinianos contra os judeus, mas isso era lá longe, pois em casa, os muçulmanos não deveria ter outro destino que a morte, o holocausto, o serem cadáveres nas valas comuns. Curiosamente, ninguém no Mundo Muçulmano se levantou ou protestou contra o massacre dos seus irmãos europeus. É que os sérvios não são americanos nem judeus, por isso obtiveram de Meca e Medina o direito de assassinarem quantos muçulmanos quiseram, mostrando à evidência como é hipócrita o Mundo. Quando os Ayatolas do Irão condenavam à morte o escritor Salman Rushdie por causa de uns escritos, nada diziam sobre o holocausto dos muçulmanos da Bósnia.

 

            Na sua fortaleza em Pale, o líder do Partido e dos paramilitares sérvios gritava nos seus discursos que “temos de tomar os territórios que nos pertencem”. O homem sabia liderar, pois aprendeu como psicólogo do Clube de Futebol de Sarajevo.

            Infelizmente, para o monstro da Bósnia, o Tribunal de Nüremberg deixou raízes e a Europa não tolera a entrada da Sérvia na União Europeia sem que os principais culpados dos massacres de Sebernica venham a ser condenados no Tribunal Internacional de Haia.

            Moral da história: a avidez do Poder pode tornar qualquer cidadão num Monstro.

 

 

 

 

 



publicado por DD às 00:41
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Faaleceru o HOMEM da Libe...

Paulo Silva – O Caçador d...

A Europa tem Medo dos Muç...

Dieter Dellinger: Estalin...

Dieter Dellinger: Portuga...

Dieter Dellinger: A Obesi...

Trump vai nomear um Gover...

Dieter Dellinger copiou: ...

Arnaldo Matos acerca de G...

Dieter Dellinger copiou d...

arquivos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds