Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Sábado, 2 de Agosto de 2008
O Absurdo Espanhol

 

 

            Em Portugal há a mania esquizofrénica de adular a Espanha e considerar o nosso vizinho e os outros países mais para leste como uma espécie de paraísos perfeitos com leis justas e uma justiça que funciona sem problemas, além de muita coisa mais.

 

Sucede que vem agora a notícia da libertação do terrorista e assassino da ETA, Iñaki de Juana Chaos, condenado a 3.000 anos de prisão há 21 anos atrás por ser o autor de 25 assassínios entre 1984 e 1987.

Para o senso comum e inteligência mais elementar é um verdadeiro absurdo a condenação a 3 milénios de prisão porque, obviamente, a pessoa não pode viver sequer 2 a 3% desse número de anos. E mais absurda é ainda a libertação ao fim de, apenas, 21 anos de prisão.

Um homem nunca arrependido que festejou na prisão os diversos atentados bombistas e assassinatos perpetrados pelos camaradas terroristas e que tentou fugir, além de ter feito greves de fome, etc. sai da prisão para ir viver em S. Sebastian perto das famílias das suas vítimas e num belo apartamento adquirido com dinheiro que não se sabe de onde veio e sem nunca ter pago as indemnizações que deve aos que perderam pais, filhos, maridos, esposas, etc. na sua loucura assassina.

É costume condenar o Código Penal português, mas este não contém a tremenda e absurda hipocrisia que é uma condenação a 3 milénios seguida de uma libertação após duas décadas e um ano.

Há na lei espanhola um atentado à semântica, ao próprio sentido das palavras. Não se trata sequer de um absurdo jurídico, apesar de o ser também, mas é um absurdo linguístico. A língua como meio de entendimento entre as pessoas, o castelhano, é violada ao extremo na lei.

Enfim, a Espanha tem um Código Penal que inverte o sentido das próprias palavras.

Não haverá uma lei em Espanha que obrigue deputados e legisladores a respeitarem o sentido normal das palavras e a saberem que ninguém vive 3 mil anos, pelo que não tem sentido uma condenação superior ao tempo de vida normal de uma pessoa. Antes a prisão por toda a vida, pois seria mais lógica em termos do sentido literal das palavras.

Antes a lei portuguesa que não admite condenações de milhares de anos, mas a 21 anos no máximo, se não estou errado, com a possibilidade de redução da pena nos casos de bom comportamento durante metade ou mais do tempo de prisão.

Sempre que surgem notícias do exterior, vemos que Portugal não é o tal “desgraçadinho” da Europa como tentam meter-nos na cabeça todos os meios de comunicação e que “leis desgraçadas” há mais do que o suficiente no resto da Europa e do Mundo.

 

 



publicado por DD às 16:31
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Dieter Dellinger: Opinião...

Dieter Dellinger copiou: ...

Dieter Dellinger Copia Ar...

Cavaco Pio, Pio

Salários dos Trabalhadore...

Dieter Dellinger: O T-ROC...

Dieter Dellinger: Incêndi...

Isabel Monteiro: O seu Cu...

Portugal paga mais 2.600 ...

Dieter Dellinger: O Diabo...

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds