Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Terça-feira, 19 de Agosto de 2008
Uma Obsessão

 

 

 

 

Devemos acabar com a obsessão do crescimento pois todos os dados aprofundados das economias mundiais revelam que o crescimento é sempre uma consequência do aumento de valor próprio do produto.


Valor próprio do produto é a taxa de exploração da mão-de-obra ou mais valia absorvida pela empresa e Estado, portanto, a diferença entre o custo real do bem ou serviço e o preço de venda.


Portanto, só quando a taxa de exploração do trabalho aumenta é que são libertados capitais para investir e só nessa medida é que vem capital estrangeiro ou nacional empregar trabalhadores.


Em países como a Alemanha, a Suécia, a Dinamarca, etc. a taxa de exploração aumentou muito e com os respectivos resultados tornou-se possível lançar novas marcas e aumentar o capital fixo (máquinas, etc.) no ciclo de produção.


O país que mais aumentou a taxa de exploração foi a China que entregou à gula capitalista centenas de milhões de trabalhadores, sendo a maior parte oriundos das cooperativas agrícolas e industriais de aldeia, vila ou cidade. Na cooperativa, o produto não crescia muito dado o equilíbrio entre estrutura cooperativa e trabalho. Com o capitalismo multinacional, o trabalho foi quase escravizado e passou fazer prodígios em termos de valor próprio dos bens produzidos.


O próprio desemprego, infelizmente, só diminui se aparecerem mais estruturas a intensificar a taxa de exploração do trabalho. Os capitais procuram a reprodução com o trabalho desempregado ou emigrante se o valor próprio dos seus bens aumentar.


As leis da economia são leis infelizes, agressivas e extremamente competitivas em que o trabalho serve o apetite do capital. É assim, mas na prática não foi encontrada qualquer alternativa de grande dimensão. E capital tanto é o privado como o estatal e o colectivo, neste último caso, estradas, barragens, jardins, etc. que servem a colectividade, mas não deixam de ser produto de trabalho com valor absorvido pelos "brokers" ou intermediários do poder, os políticos e administradores.

O trabalho explorado começou a concretizar a primeira agricultura há dez mil anos, construiu as primeiras civilizações sumérias e depois as pirâmides do Egipto até chegar às grandes obras da actualidade, incluindo a objectos tão admirados como o Airbus 380.


O Mundo é mau e serve os interesses dos humanos organizados em forças de pressão e conquista de poder, mas somos todos iguais; conforme as condições e situações, todos fazemos o mesmo que é explorar tudo desde a natureza aos outros humanos. A minha consciência é a de que sou igual a todos e todos são iguais à minha pessoa. O todo humano é uma única pessoa. Devemos talvez alterar as circunstâncias?

 

 

 

 

 



publicado por DD às 21:55
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Cronologia da PT deturpad...

Schäuble quer Dominar a E...

Euro ou "Bitcoins" Portug...

Mário Centeno: O que caus...

Faleceu o HOMEM da Liberd...

Paulo Silva – O Caçador d...

A Europa tem Medo dos Muç...

Dieter Dellinger: Estalin...

Dieter Dellinger: Portuga...

Dieter Dellinger: A Obesi...

arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds