Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008
As Mentiras da Galp, BP, etc.

 

            A Galp mente descaradamente em conjunto com os seus parceiros de concertação no mercado dos combustíveis.

            A afirmação de que há outros factores que não a relação entre o preço da matéria- prima e o dos combustíveis é uma mentira pura da administração da Galp.

            Toda a gente sabe que o combustíve não é um produto de mão-de-obra intensiva e se fosse também não teria valor a afirmação do administrador da Galp pois não houve aumentos de ordenados dos seus funcionários.

            A cotação do dólar não é desculpa como não o foi quando a moeda americana descia e os combustíveis subiam nas bombas.

            As cotações do Euro em dólares tem sido as seguintes, segundo o Guianet:

            17 Dezembro 2007: 1 Euro = USD 1,4393

            17 Janeiro 2008: 1 Euro = USD 1,4691

            17 Setembro 2008: 1 Euro = USD 1,4267

 

            Por aqui se vê que o dólar estava ontem a apenas 1,2 cêntimos acima da cotação do dia 17 de Dezembro de 2007 ou seja, 0,85%. A Galp mente descaradamente com o pretexto da subida do dólar. É que estamos a comparar preços do barril de petróleo com os verificados no ano passado. Em Dezembro de 2007, o petróleo bruto andava pelo preço actual com um dólar quase ao mesmo preço que o de ontem.

            A  Galp tem uma posição monopolista em Portugal e a sua administração faz asneiras atrás de asneiras com investimentos gigantescos no Brasil e engana as pessoas com a descoberta de novas reservas de petróleo ao largo do Brasil. Esse petróleo está a grandes profundidades e a sua exploração arrisca-se a ser excessivamente cara e vai levar anos a conseguir extrai-lo.

            Impõe-se que o Estado volte a controlar o preço dos combustíveis.

            Claro que a Galp tem estado à vontade porque o mercado português, leia-se consumidores, reagiram pouco aos aumentos de preços com reduções de consumo. Deve ter havido alguma redução, mas parece ter sido quase insignificante.

            Se, efectivamente, os consumidores reduzirem drasticamente o consumo, a Galp não pode dixar de baixar os seus preços.

            A BP disse através do seu administrador que não compra petróleo bruto, mas sim combustíveis e tem adquirido a gasolina mais cara. É um atestado de total incompetência passado a si próprio, pois nunca um administrador ou chefe de compras vai comprar mais caro um produto cuja matéria prima desceu. Quem já negociou preços de compra em empresas sabe que ninguém se sujeita sem mais nem menos aos preços dos fornecedores quando há mercadoria suficiente no mercado e por isso o preço do "crude" desce. O homem julga que é a única pessoa a gerir seja o que for em Portual. A pessoa mais estúpida é, sem dúvida, aquela que pensa que os outros são estúpidos.

            A Galp funciona em concertação com as outras empresas petrolíferas, mesmo sem conversações ou acordos de cavalheiros. Basta que continue tudo como agora em que ninguém baixa os preços significativamente para se dizer que há uma concertção efectiva com diferenças de um a dois cêntimos para cima ou para baixo entre uma ou outra petrolífera. Quem enche um depósito com 35 litros, tanto faz pagar 35 ou 70 cêntimos a mais ou a menos. Há pois concertação real.

 

 

 



publicado por DD às 11:05
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Dieter Dellinger: Origem ...

Aneuploidia Mutante

Macron quer uma Nova Euro...

O AfD é um partido da con...

Dieter Dellinger: O jorna...

Dieter Dellinger copiou: ...

Dieter Dellinger Copia Ar...

Cavaco Pio, Pio

Salários dos Trabalhadore...

Dieter Dellinger: O T-ROC...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds