Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Sábado, 12 de Novembro de 2005
A Crise Económica - Opinião de Dieter Dellinger
production300.jpg

A direcção da Seat anunciou o despedimento de 10% dos seus trabalhadores nas fábricas da Catalunha. A Seat que já fabricou mais de meio milhão de automóveis por ano não deverá chegar aos 390 mil este ano. A redução está a ter consequências muito graves junto dos fabricantes espanhóis de componentes diversos para os carros da marca Seat.

Entretanto, na sequência de importantes cortes de produção e despedimentos nas fábricas da GM-Opel em Figueruelas, vários fabricantes de componentes apresentaram à Direcção Geral do Trabalho do Governo de Aragão pedidos de suspensão temporária de trabalho para alguns milhares de trabalhadores. Entre esses fabricantes conta-se a nossa já conhecida Lear das cablagens, a ACE de Teruel, a Kendrion de Borj, a Keiper Ibérica de Calatorao, etc.

A GM-Opel tenciona trabalhar apenas três dias no próximo mês de Dezembro. A Ford em Espanha anunciou há tempos também importantes cortes de produção e despedimentos. Na Alemanha, o administrador da VW Dieter Poetsch anunciou um importante plano de reestruturação que envolve o despedimento de 10 a 15 mil trabalhadores dos seus actuais 103 mil trabalhadores.

 

A Daimler-Benz que enfrenta grandes dificuldades financeiras vendeu o último pacote de acções da Mitsubishi Motors de 12,42% ao banco de investimentos Goldman-Sachs. No ano 2000, a Daimler-Benz possuía 37% do capital daquela empresa japonesa. A última venda permitiu um encaixe de 500 milhões de euros que vão minorar os prejuízos resultantes principalmente do fabrico dos pequenos Smart.

 

Tal como a GM com o Corsa, a Ford com o Fiesta e a Seat com os seus carros mais pequenos, as indústrias espanholas e alemãs enfrenta cada vez mais dificuldade em concorrer com os carros pequenos oriundos da Coreia do Sul. E é interessante que o maior concorrente do Corsa a nível europeu e mundial é a Chevrolet (ex-Kia) pertencente a mesma empresa, a General Motors. Tudo indica que tanto o Corsa como o Fiesta vai deixar de ser fabricados na Europa.

 

E ainda não chegaram os carros chineses, ou seja, os Chevrolets, VW, Mercedes chineses seguidos dos Gelly já fabricados em fábricas totalmente chinesas com importantes capitais públicos. Ao contrário do que diz muita gente diz e pensa, grande parte do capital chinês é ainda Estatal; só as empresas estrangeiras é que são privadas, mas servem para ensinar os chineses os segredos dos fabricos e marketing mundial.

 

Apesar dos seus múltiplos investimentos nos quatro cantos do globo, a maior empresa do Mundo de automóveis, a GM, tem cerca de 40% de probabilidade de entrar em falência, devido aos fundos de pensões dos seus 325 mil trabalhadores que concorreram para que a empresa averbasse 3,8 mil milhões de dólares de prejuízos. Saliente-se que a GM paga seguros de saúde a 1,1 milhões de americanos (trabalhadores e reformados) no montante de 5,2 mil milhões, o que agrava o custo de cada viatura produzida em cerca de 1.500 dólares.

É curioso verificar que as grandes empresas mundiais que gerem seguros de saúde e fundos de pensões estão a enfrentar os mesmos problemas dos Estados. Apenas os estúpidos é que julgam que se trata de um problema de Estados, ou seja, de má gestão pública quando têm a ver com pessoas, trabalhadores, tanto do sector estatal como público.

 

O novo governo alemão de grande coligação colocou no seu programa o aumento do IVA alemão em 3% e a idade da reforma para todos os alemães aos 67 anos de idade. Mais uma vez, só os estúpidos é que acreditam que há uma crise portuguesa.

 

Hoje, há crise em todos os sectores e em todos os países e não venha nenhum “economista” como o Cavaco, Borges e outro  falar apenas da crise portuguesa ou dizer que o capital estrangeiro pode vir investir em Portugal quando empresas como a GM, Ford, VW. Daimler-Benz, Siemens, Philips e tantas outras estão em dificuldades. Só as petrolíferas em navegam em oceanos gigantescos de lucros graças aos aumentos do petróleo.

 

Dieter Dellinger



publicado por DD às 22:45
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Os Fogos em Portugal

Portugal em Forma e Antón...

O "Crime" da EDP

Dieter Dellinger: BOAS NO...

Dívida Pública: Acordo BE...

Suicídio da Europa segund...

Marcelo Condecora Soares ...

Comissária Desconhecida q...

Produção de Automóveis

Défice de 2%

arquivos

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds