Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Sábado, 23 de Julho de 2011
Nova Política de Saúde: Eutanásia dos Idosos

 

                                                                                               Morrer Assim é Caro

 

 

 

            Na “Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados do Lumiar” (ex-Centro de Saúde)  começou a praticar-se uma nova política dita de saúde e que eu apelido de Eutanásia de Idosos.

            Um amigo meu de 72 anos de idade era doente do Dr. Santinho Mendes que se reformou. Escreveu uma carta ao Coordenador, um tal Dr. Baptista, a pedir um novo médico de família, o que foi recusado, mas em carta de resposta foi escrito que poderia sempre pedir medicamentos, credenciais para consultas de especialidade, exames médicos, etc.

            Sucede que esse amigo acreditou e como andava a sofrer muito de refluxo gastro-esofágico, doença registada nos computadores da Unidade, já que o medicamento específico era-lhe receitado há muitos anos resolveu pedir por escrito uma credencial para ir a uma consulta de gastro no Hospital Santa Maria pois os medicamentos que tomava não provocavam qualquer efeito e achava que necessitava de outra medicação ou, mesmo, de fazer um endoscopia para ver se o esófago não estaria já afectado com qualquer coisa que pudesse dar início a um processo cancerígeno.

            Com grande espanto do meu amigo, o empregado do balcão recusou receber o pedido por escrito por estar dirigido a uma médica que estaria de férias. Ainda perguntou se não tinham um, local para guardar a carta até à chegada da referida médica, tanto mais que ela iria entrar em serviço dentro de duas semanas.

            O meu amigo resolveu não esperar e no dia seguinte quis entregar uma carta dirigida diretamente ao Dr. Baptista a pedir a tal credencial. O empregado recebeu inicialmente a carta e pediu o número de utente, tendo escrito o mesmo no envelope.

            Descansado o meu amigo retirou-se para voltar daí a dias. Eis que, com grande espanto, ao chegar à porta da rua viu o balconista a correr atrás dele a devolver a carta, dizendo que não podia aceitar qualquer papel no balcão.

            Consternado, o meu amigo foi trabalhar para o seu escritório e resolveu enviar o mesmo pedido por e.mail depois de descobrir na Net o respetivo endereço. Assim fez e esperou pela resposta. Passados dois dias resolveu repetir o e.mail, pois nada tinha vindo da Unidade e eis que recebe a mensagem que o seu e.mail não pôde ser entregue por razões desconhecidas. Repetiu o e.mail várias vezes sempre com a mesma mensagem. Por ordem do Dr. Baptista, o seu endereço de e.mail foi bloqueado. Depois enviou uma carta pelo correio e não recebeu qualquer resposta.

            É óbvio que o meu amigo de 72 anos de idade ficou bloqueado, relativamente a qualquer acesso ao Serviço Nacional de Saúde e lembrou-se que o presidente Cavaco já tinha alvitrado ligeiramente em artigo escrito há anos atrás que a solução financeira do Estado seria encontrada depois dos muitos reformados falecerem. Lembrou-se também das tenebrosas práticas de Eutanásia de idosos por recusa de prestação de cuidados de saúde praticada largamente pelo ditador Ceasescu da Roménia, por Estaline durante a guerra e, principalmente, por Hitler que não limitava a sua Eutanásia à recusa de tratamentos, mas mesmo à aplicação de injeções letais a idosos doentes e a jovens tuberculosos, a doentes mais ou menos incuráveis e aos seus próprios soldados que em combate sofreram ferimentos que exigiam amputações.

            Na verdade, quando o meu amigo me contou isto, recordei que há dias veio um artigo num jornal a dizer que os idosos gastam nos seus últimos cinco a dez anos de vida mais dinheiro ao Estado que durante toda a vida anterior. Conclui pois que o novo ministro da Saúde, agora da Morte, encontrou secretamente a solução para os problemas financeiros do país. Deixar morrer um idoso é poupar na reforma e nos caríssimos cuidados de saúde finais. Já Durão Barroso, quando primeiro ministro, falou na necessidade de hospitais especiais para doentes terminais, o que quer dizer, locais para deixar as pessoas morrerem a baixo custo.

            Parece pois que o Dr.Macedo, o novo ministro ou monstro, está mesmo disposto a reduzir os custos do SNS ou a acabar com o mesmo. Para os idosos que deixaram de ter médico de família, o SNS já acabou. Agora resta deixar os outros médicos de família reformarem-se, reduzir as urgências e pronto está tudo resolvido Ministro da MORTE. Claro, tal como Hitler não deixou nada escrito a ordenar os seus muitos holocaustos, também o "monstro" não deve ter escrito nada sobre o assunto. Verbalmente foi alvitrando às Direções Regionais que os idosos ficariam sem médico de família e qualquer dia nas urgências hospitalares não serão tratados.

 

 

           

           

 

           



publicado por DD às 22:00
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Ana Maria Sobral a 1 de Novembro de 2011 às 22:11
Olá Boa Noite,

De facto esta historia faz-nos reflectir sofre a eutanásia e que direito teremos nós de por termo a vida de alguem. Considero que em casos de doentes terminais, em que apenas estão a prolongar o tempo de vida da pessoa, que deveria ser possivel por cobro ao sofrimento.



Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Défice de 2,06%

IMPOSTOS

Cronologia da PT deturpad...

Schäuble quer Dominar a E...

Euro ou "Bitcoins" Portug...

Mário Centeno: O que caus...

Faleceu o HOMEM da Liberd...

Paulo Silva – O Caçador d...

A Europa tem Medo dos Muç...

Dieter Dellinger: Estalin...

arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds