Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Quinta-feira, 15 de Setembro de 2005
Eleições Alemãs: Uma Incógnita
Angela Merkel.bmp


Ângela Merkel



Para a líder da democracia cristão alemã CDU, Ângela Merkel, a campanha eleitoral da coligação CDU/CSU (sociais cristão da Baviera) e FDP (liberais) não passaria de um passeio, ou antes, de uma festa, pois todas as sondagens lhe davam uma esmagadora maioria até ao fim de Agosto passado.
Tão certa estava a senhora Merkel de vir ser a próxima Chanceler da RFA que já nomeava ministros e escolheu mesmo uma eminente personagem para ser o próximo ministro das Finanças, o professor Kirchhoff, ex-presidente do Tribunal Constitucional, professor de direito constitucional e fiscal, director de um Instituto de Investigação Económica e Social, enfim um homem impoluto de reconhecidíssimo mérito intelectual e profissional.


Sucede que quando o homem começou a surgir na televisão e apareceu com a sua proposta de choque fiscal, as sondagens começaram a andar para trás e, neste momento, SPD/Verdes e CDU/CSU/FDP estão quase empatados nas sondagens.
Kirchhoff propôs reduzir todos os impostos directos a duas únicas taxas. A zero para rendimentos até 10 mil Euros anuais por adulto singular ou 20 mil por casal e 6 mil por criança. A partir daí, toda a gente paga 25% qualquer que seja o rendimento e a origem do mesmo. Ao mesmo tempo acabaria com as muitas deduções aos impostos sobre o rendimento pessoal, equivalente ao IRS, que chegava a ser 402. Por exemplo, um trabalhador que mora muito longe do seu local de trabalho tem uma dedução específica no seu IRS.


Os alemães dividiram-se entre os que apoiavam o modelo mas não acreditava que possa ser implementado e os que se opõem por considerarem que seria um bónus gigantesco aos milionários e aos ricos em geral.


Kirchhoff disse na televisão que as famílias mais pobres iriam ficar isentas e cobriu-se de ridículo quando citou o exemplo de um casal com cinco filhos que só pagaria imposto a partir dos 50 mil euros de rendimento anual. Só que toda a gente se riu. Na Alemanha, como em quase toda a Europa, já não há casais com cinco filhos, à excepção dos turcos recém-chegados da Anatólia.
Depois, o professor engasgou-se quando lhe perguntaram se tinha feito as contas aos seus rendimentos e se iria pagar mais ou menos de acordo com o seu esquema. Não foi capaz de responder num debate televisivo. Tinha feito uma lei revolucionária, mas esqueceu-se de a verificar com os seus proventos.


Os alemães estão zangados com o SPD de Gerhardt Schroeder que aplicou uma política denominada Harz IV” que reduziu algumas regalias sociais e mexeu nas reformas, tanto dos funcionários públicos como dos privados e alterou o sistema de concessão de subsídios de desemprego. Mas, a maioria percebeu que a direita quer ir muito mais longe nesses aspectos e a pequena esquerda agora unida numa espécie de Bloco de Esquerda com o antigo partido comunista e um grupo saído do SPD sob a direcção de Lafontaine não parece credível. Pelo menos não terá a capacidade de fazer chover dinheiro nem de provocar mais investimentos que alterem a desgraça dos quase 5 milhões de desempregados que a Alemanha tem, principalmente quando a indústria automóvel entrou em recessão e tanto a VW como a Opel estão a despedir dez mil trabalhadores cada. A Mercedes já informou que vai licenciar 5 mil trabalhadores.


A direita alemã tem afirmado que para arranjar mais emprego é preciso flexibilizar muito mais o despedimento como se o desemprego gerasse o próprio emprego. Na verdade, as empresas alemãs estão a deslocalizar as suas unidades de produção para os países de mão-de-obra paga a preços de miséria como são os ex-países comunistas e a actual China Comunista.
Enfim, já nada está seguro quando ao resultado das eleições alemãs. Tudo pode acontecer e tanto pode sair uma vitória da esquerda como da direita ou um empate com formação de uma grande coligação SPD/CDU ou uma coligação dita de semáforo (Vermelhos SPD, Verdes e Amarelos do part



publicado por DD às 23:15
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Dieter Dellinger: Origem ...

Aneuploidia Mutante

Macron quer uma Nova Euro...

O AfD é um partido da con...

Dieter Dellinger: O jorna...

Dieter Dellinger copiou: ...

Dieter Dellinger Copia Ar...

Cavaco Pio, Pio

Salários dos Trabalhadore...

Dieter Dellinger: O T-ROC...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds