Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Quarta-feira, 28 de Março de 2012
Luta pelo Poder na China

 

    Interior do Luxuoso Bairro Residencial dos Governantes Chineses       

 

 

 

Em Beijing, o poder esconde-se atrás dos altos muros que rodeiam o imenso bairro de Zhongnanhai. Aí reside o Presidente da República Popular e secretário-geral do Partido Hu Jintao e o Primeiro Ministro Wen Jibao que em breve deixarão os seus cargos e quase todos os ministros e membros do comité central do partido. Para o lugar de Hu Jintao foi escolhido há quatro anos o dirigente Xi Jinping que, curiosamente, não tem aparecido nas televisões e jornais, o que causa a ideia que Hu Jintao não quer ceder o seu lugar de líder do partido este ano e de presidente em Março de 2013 como está previsto. Hu Jintao tem-se desdobrado em discursos contra o radicalismo maoísta defendido pelo derrubado Bo Xilau, filho de um herói do partido na guerra contra o Japão e na revolução levada a cabo por Mao Zedung.

 

Em linguagem cifrada, muitos blogers e jornalistas estrangeiras relatam uma inusitada entrada de viaturas militares de um lado e da polícia de outro. No meio passaram as limusinas dos altos dirigentes do partido e do Estado. Como já relatei, Bo Xilau, o secretário do partido em Xongqing, município
de 32 milhões de habitantes, demitiu-se ou foi demitido e o seu chefe de polícia preso, mas o seu aliado e amigo Zou Yong, chefe da segurança chinesa no Politburo do Partido, continua a exercer o seu cargo e a comandar as forças policiais, enquanto o presidente e o primeiro ministro detém o poder sobre as forças militares. Há quem tenha dito ter ouvido tiros vindos do interior do
bairro residencial do poder.

 

Em termos de noticiário nada se sabe, a não ser que o atual presidente continua a ser a estrela da televisão, aparecendo quase todos os dias, ao
contrário do seu sucessor designado. O partido tem silenciado tudo a seu respeito, pelo que o aparecimento do Zou Yong na televisão foi uma tentativa de mostrar que está tudo normal, mas os ativistas políticos chineses não se deixam enganar porque Zou não era figura habitual nas televisões e não
significa que tenha ganho a partida.

           

A luta é profundamente ideológico e há muito esperada. Um país dirigido por um Partido Comunista não pode ser eternamente a maior nação capitalista do mundo e, enquanto o atual presidente Hu Jintao defende uma linha mais à direita e mais favorável à elaboração de leis que devem ser respeitadas por todos, incluindo qualquer coisa que se possa aproximar ligeiramente de uma democracia, Bo Xilau, Zou Yong e outros querem um regresso ao comunismo. Claro, nestas lutas partidárias, o confronto ideológico é muitas vezes apenas um pretexto porque o que está em
causa são os lugares cimeiros do poder.

 

Consta que Bo Xilau quando dirigia Xongqing, mandava a juventude das escolas cantar as velhas canções revolucionárias dos tempos da Revolução Cultural e antes nos parques e avenidas da cidade, sendo muito aplaudidas pela imensa massa de chineses deserdados e explorados que passavam por aquelas zonas. Também se terá empenhado na construção social e na instalação de cozinhas coletivas para os mais pobres. Os investidores estrangeiros começam a sentir calafrios, pois querem situações estáveis e temem um conflito entre as duas alas do maior partido político do Mundo com 85 milhões de militantes.



publicado por DD às 23:48
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Os Fogos em Portugal

Portugal em Forma e Antón...

O "Crime" da EDP

Dieter Dellinger: BOAS NO...

Dívida Pública: Acordo BE...

Suicídio da Europa segund...

Marcelo Condecora Soares ...

Comissária Desconhecida q...

Produção de Automóveis

Défice de 2%

arquivos

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds