Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Terça-feira, 12 de Junho de 2012
Sadomonetarismo ou Suicidomonetarismo

 

 

 

O Nobel da Economia Paul Krugmann definiu a política monetária da Europa como sadomonetarista. Eu, não via tanto a Merkel vestida de cabedal a chicotear o Passos Coelho, o Rajoy e os PM da Irlanda, Grécia e Itália todos de cócoras e nus, preferindo outra classificação, a de Suicidomonetarismo.

 

Efetivamente, a crise monetário atingiu a Espanha, a quarta maior economia europeia com 47 milhões de
habitantes depois de ter deixado de rastos a Grécia, a Irlanda, Portugal e Chipre está em vias de cair. Tudo indica que a terceira maior economia da
Europa, a Itália com mais de 60 milhões de habitantes também está carente de moeda e tem em simultâneo os bancos e o Estado em dificuldades e o problema provocou um tal aumento do desemprego nestes países e até noutros que o
laureado Krugmann pergunta no seu blog: “porque resgatar os bancos e não os
desempregados”.

Talvez já seja tarde para salvar a Europa e, mesmo assim, não foram tomadas medidas para tal. Os alemães continuam obcecados com a inflação de 1923 e esquecem a data de 1933 em que a democracia morreu na Alemanha quando o problema da inflação estava de todo resolvido, mas tinha-se iniciado em quase toda a Europa uma crise bancária menos grave que a atual, dado que cada país tinha a sua moeda e as suas
alfândegas.

Todos querem resolver os seus problemas pela exportação e para tal pretendem uma redução salarial como ouvi agora o Gomes Ferreira da Sic defender. O homem tem razão, mas os salários deveriam descer, se fosse possível decretar isso, ao mesmo tempo que desciam os impostos, os lucros de todas as empresas, as tarifas de eletricidade, telefones, gás, água, comboios e os preços dos combustíveis, etc. Seria uma desvalorização do euro em Portugal que tornaria o país mais competitivo. Agora descer os salários dos trabalhadores, proletarizar uma parte das classes médias e manter salários milionários de gestores incapazes e impostos cada vez mais alto é uma política de agressão social que só conduz ao desastre, além de que
os impostos impossíveis de serem pagos por uma parte importante do tecido económico nacional é pura paranóia.

 

A União Europeia vai, sem dúvida, exigir uma cura de austeridade à Espanha e vislumbra-se pelo que se já sabe que o apoio do Estado/EU à banca em Espanha é uma espécie de imposto. O Estado espanhol receberá 100 mil milhões de euros em tranches a 3,5% para emprestar à banca a 8,5%. Os 5% de diferença são um imposto e um engano porque vão tornar o crédito à agricultura, indústria e turismo demasiado caro.

 

Mas é curioso que a Espanha era considerada como um país exemplar com défices zero até 2009 e quase 2010 e uma dívida pública razoavelmente baixa.

 

Mas, tudo começou com bolha imobiliária criada por Aznar que no seu governo decretou que todo o território é urbanizável com exceção de alguns parques naturais. A partir daí,com os créditos bancários toda a gente comprou casa, mesmo sem ter meios para isso e sem que a economia tenha tido moeda em quantidade suficiente. O Banco de Espanha era tido como o que melhor controlava a banca privada e cooperativa espanhola, mas afinal não controlou nada e Rajoy chegou a privatizar esse controle ao encarregar agências de rating para investigarem os bancos
espanhóis.

 

A Espanha com um quarto da sua população ativa desempregada vai entrar em colapso social porque o desemprego vai aumentar muito mais e é capaz de passar dos 35% com o vizinho Portugal a aproximar-se perigosamente dos 20%. Sem investimentos, sem obras e apenas com austeridade para onda vamos todos?

Eis a pergunta que ninguém quer colocar e responder, mas as cenas de pancadaria verificadas hoje entre os mineiros asturianos e a polícia de choque fazem-me recordar a revolta mineira das Astúrias em 1934, sufocada com grande brutalidade pelo general Franco, ainda apenas general, e que foi um prelúdio da guerra civil que rebentou dois anos depois.

 

Será que a política sucidomonetáriavai conduzir a Espanha e alguns outros países como a Grécia a guerras civis e no quadro de uma Europa dita unida podem algumas guerras ficarem localizadas esem se espalharem por quase todo o continente sob a forma de revoltas populares.

 

 

Dieter Dellinger



publicado por DD às 23:33
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De tia altisidora a 14 de Junho de 2012 às 11:14
Portada revista "El Jueves"; Frau Merkel e cavalheiro pontevedrés/ leonés?


De tia altisidora a 14 de Junho de 2012 às 11:19
Asturias, 1934; revolta sufocada pelo General López Ochoa e Rodríguez Lozano ( Rodríguez Lozano, avó de josé luis rodriguez zapatero, zp, zapatero, zapateiro)........


De DD a 14 de Junho de 2012 às 22:31
Da Wikipedia:
O governo adotou uma série de medidas enérgicas. A pedido de Gil-Robles comunicando a Lerroux que não se fia do chefe de Estado Maior, general Masquelet, os generais Manuel Goded e Franco (que participara na repressão da greve geral de 1917 nas Astúrias) foram chamados para gerir a repressão da rebelião desde o Estado Maior em Madrid. Estes recomendaram trazer tropas da Legião e de Regulares de Marrocos. O governo aceitou a proposta e o radical Diego Hidalgo, ministro da Guerra, justificou formalmente o emprego destas forças mercenárias, no fato de lhe preocupar a alternativa de que novos recrutas peninsulares falecessem no confronto, pelo qual a solução adotada parecia moi aceitável.

Durante a revolução de 1934, a cidade de Oviedo ficou assolada em boa parte, resultaram incendiados, entre outros edifícios, o da Universidade, ou o teatro Campoamor. Também foi dinamitada a Câmara Santa na Catedral.

O general Eduardo López Ochoa, comandando as forças militares governamentais, marchou a apoiar as tropas sitiadas em Oviedo, bem como o coronel Juan Yagüe com os seus legionários e com apoio da aviação. Oviedo ficou "livre" pouco tempo despois, e logo Gijón. Tanto a "libertação" das Astúrias quanto a repressão posterior foram muito duras.


De tia altisidora a 14 de Junho de 2012 às 11:33
capitao rodríguez lozano, asturias, octubre 1934.......


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Dieter Dellinger: REESTRU...

Salário Médio dos Portugu...

Putin: O primeiro Czar de...

CADERNOS DE E CONOMIA Nº ...

Dieter Dellinger escreve:...

Dieter Dellinger: Origem ...

Aneuploidia Mutante

Macron quer uma Nova Euro...

O AfD é um partido da con...

Dieter Dellinger: O jorna...

arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds