Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Terça-feira, 13 de Setembro de 2005
A Itália vai ter o seu primeiro Porta-Aviões
Conte di Cavour 2.bmp



O ”Conte di Cavour”, um nome célebre na marinha italiana, volta a estar escrito na proa e popa de um navio-almirante da marinha transalpina, precisamente o primeiro porta-aviões que vai integrar as forças navais daquele país.


Está em construção nos estaleiros Fiacntieri e deverá entrar em serviço por volta de 2007.


Trata-se pois de uma excelente unidade de 27.100 toneladas de deslocamento para embarcar aviões de asa fixa e helicópteros, além de lanchas de desembarque, e capacidade para um batalhão de fuzileiros navais.
O navio está a ser construído de acordo com a técnica civil dos navios Ro-Ro com portas e rampas laterais e de popa para a entrada e saída rápida de viaturas e lanchas de desembarque.


Será pois o segundo porta-aviões europeu depois do “Charles de Gaulle” francês, já que os ingleses não possuem nenhum, a não ser porta-helicópteros e aviões “Harrier” de descolagem vertical e os espanhóis têm o “Princípe de Astúrias” com as mesmas funções, sendo todos muito mais pequenos.


O “Conte di Cavour” tirou proveito de muita tecnologia civil, não só na capacidade ro-ro como nos alojamentos da guarnição, camarotes, cozinhas, etc., tudo semelhante aos paquetes de cruzeiro, o que permitiu poupar muitas horas de trabalho e fazer uso de equipamento fabril já instalado.

Outra das características notáveis neste novo navio de 244 metros de comprimento é, sem dúvida, a reduzida guarnição de 325 elementos, o que permite embarcar uma grande unidade combatente para desembarcar em qualquer local.



Será accionado por quatro poderosas turbinas a gás que permitem uma velocidade máxima de 28 nós e um raio de acção de 7.000 milhas a 16 nós.
Os meios aéreos embarcados serão os helicópteros EH 101, NH90 e SH 3D, além dos aviões AV-8B do tipo dos “Harrier” enquanto não estiveram disponíveis os caças de ataque JSF (Joint Strike Fighter) em construção por vários países europeus.


Este navio vai substituir o “Guiuseppe Garibaldi”, um porta-helicópteros com quase metade da tonelagem do novo navio.


A sua função táctica é a projecção de forças a grandes distâncias, nomeadamente em guerras do tipo Iraque ou outras e o desembarque de forças de manutenção de Paz ou Guerra em qualquer ponto do Globo.


Na última guerra, a marinha italiana sofreu pesadas derrotas pela falta de porta-aviões, pois Mussolini julgava que a península italiana com as suas ilhas eram um gigantesco porta-aviões, mas o certo é que os aviões da Força aérea italiana nunca apareciam no local certo quando eram necessários e, além disso, os caças embarcadas não necessitam de um grande raio de acção, pelo que podem combater com facilidade em qualquer local.


Os italianos julgavam que os seus bombardeiros trimotores de altitude poderiam conter a marinha inglesa na Mediterrâneo, mas enganaram-se pois verificaram que os trimotores eram armas inofensivas que não faziam mal a ninguém, já que as suas bombas nunca acertavam em qualquer navio.



As batalhas dos italianos e outros nas guerras do Século serão totalmente descritas no blogue “Um Século de Guerra no Mar” em http://naval.blogs.sapo.pt







publicado por DD às 22:57
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20

23
24
25
26
27
29

30


posts recentes

Dívida Pública: Acordo BE...

Suicídio da Europa segund...

Marcelo Condecora Soares ...

Comissária Desconhecida q...

Produção de Automóveis

Défice de 2%

IMPOSTOS

Cronologia da PT deturpad...

Schäuble quer Dominar a E...

Euro ou "Bitcoins" Portug...

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds