Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Quarta-feira, 24 de Julho de 2013
Dieter Dellinger: A Crise Italiana

 

A Itália é a terceira potência industrial da Europa, tanto da zona euro como da União, e está bem classificada na ordem mundial e com a característica de ser capaz de produzir quase tudo; desde os melhores helicópteros europeus, aviões militares e automóveis de todos os tipos e desenhos como o célebre Fiat 500 e os Ferraris e Lamborginis. Também é um grande fabricante de máquinas e quase todos os carros do Mundo foram desenhados por mestres italianos do design, a Itália também possui uma importante indústria de eletrodomésticos e artigos de moda desde os fatos Armani aos acessórios Versace, Gucci, Valentino, etc.

 

O governo do PM Letta prevê um défice para este ano de 2,9% com base nos dados dos primeiros cinco meses do ano, o que não impediu a agência Standard & Poor’s de reduzir o rating da “Bella Italia” porque se discute no Parlamento de Roma o que fazer para conseguir o crescimento da economia italiana no próximo ano e isso significa reduzir alguns impostos e investir na juventude.

A dívida pública italiana supera os 130% do PIB, mas está em grande parte na posse de italianos, o que tem levado Bruxelas, leia-se Markel e o seu criado Barroso, a quererem esmagar a Itália.

 

O PIB italiano sofreu uma queda de 7% entre 2007 e 2012, pior que durante a crise de 1929-1934, porque os salários subiram 34% entre 2000 e meados de 2013 e o governo prevê uma recessão de 1,3% este ano, enquanto o Banco de Itália fala em 1,9%. Curiosamente, a subida salarial desde os últimos salários pagos em liras subiram rigorosamente o mesmo que se valorizou o Euro que passou de 0,98 dólares em 2000 para 1,32 agora. Os salários ainda estão 30% abaixo da média alemã e 15% abaixo dos franceses. Mesmo assim, as exportações aumentaram, mas não o suficiente para colmatar o buraco do desemprego. A Itália tem 4 a 5 milhões de desempregados e mais de 8 milhões de pessoas a viverem abaixo do nível de pobreza.

A Itália é uma nação próspera e desenvolvida em vias de ser ESMAGADA por Bruxelas, ou antes, pela Merkel com o seu criado Barroso. A esquizofrénica vontade de manter o Euro a 34% acima do seu valor inicial está a conduzir toda a Zona Euro à falência e ao endividamento por mais esforços que se façam para poupar dinheiro do Estado e alargar a austeridade a todos. O último a fechar a luz e a porta da Europa será, sem dúvida, um alemão.

 

Os italianos, como outros europeus, acusam a sua classe política de ser culpada da “miséria” italiana, a quem chamam “La Casta, esquecendo que os políticos de hoje têm os mesmos defeitos dos que governaram nos tempos gloriosos das Vespas, Lancias, Alfa-Romeos, máquinas industriais, vinhos de alta qualidade, produtos alimentares, etc. e, porque não, filmes de Fellini, Pasolini, Vitorio de Sica e tantos outros. Nas economias de mercado, não são os políticos que fazem os fatos Armani, apenas usam-nos, mas devem criar condições monetárias para que o génio de um povo possa produzir resultados e, certamente, a moeda forte não ajuda nada nem ninguém.

Muitas fábricas italianas estão a deslocalizarem-se e o sucesso que é o Fiat 500 é fabricado na Polónia, a enorme fábrica Indesit com mais de 5 mil trabalhadores está em vias de falência.

 

Os principais economistas italianos e americanos dizem que a vitalidade italiana é enorme mas a sua recuperação passa pela saída do euro, o que permitiria à Grécia, a Portugal e à Espanha saírem também, fazendo desmoronar o euro germânico. Talvez fosse possível fazer um euro latino.



publicado por DD às 23:08
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Dieter Dellinger: Opinião...

Dieter Dellinger copiou: ...

Dieter Dellinger Copia Ar...

Cavaco Pio, Pio

Salários dos Trabalhadore...

Dieter Dellinger: O T-ROC...

Dieter Dellinger: Incêndi...

Isabel Monteiro: O seu Cu...

Portugal paga mais 2.600 ...

Dieter Dellinger: O Diabo...

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds