Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.

Domingo, 30 de Março de 2014
Nem em 2017, o Pib voltará ao valor de 2007

De acordo com o Documento de Estratégia Orçamental, os salários dos funcionários públicos deverão sofrer uma quebra de 3.520 milhões de euros até 2017 e as prestações sociais (reformas) deverão encolher em 4.160 milhões de euros. Mesmo assim, o défice orçamental não descerá para 0 euros.

 

Os juros da dívida pública permanecerão constantes ao longo dos quatro anos em 7 mil milhões por ano, o que dará um total de 28 mil milhões de anos. Se o PIB subir dos atuais 154 a 155 mil milhões de euros para atingir a média dos 160 mil milhões, a dívida descerá um pouco em percentagem do PIB, mas não em volume.

 

Nenhum projeto de Estratégia Orçamental até 1917 ou mais além prevê a redução da dívida, mas apenas amortizações com novas dívidas que se espera que tenham juros mais baixos, dado que, o BCE parece estar a emitir moeda. A inflação alemã desceu abaixo dos 1% e a portuguesa ronda mesmo os 0% com tendência para descer.

 

Ainda hoje adquiri num restaurante ao lado do meu prédio uma dose farta de cozido à portuguesa a 16,50 euros que estava há uma semana a 17 Euros e no ano passado esteve a 18 euros. A padaria-café da Pucel desceu recentemente a bica para 55 cêntimos quando antes estava nos 60 e a partir das 17 horas vende os bolos a 60 cêntimos, incluindo os que minutos antes vendia a 90 cêntimos. Governo e troica esperam que as coisas comecem a recuperar já no próximo ano, e que em 2014 volte a haver crescimento, embora tímido: 1,2%.

 

Para os anos seguintes, o FMI atribui uma taxa de crescimento fixa – 1,8% até 2017. Se estas previsões se concretizarem, em 2017 a economia portuguesa atingirá 163 417 milhões de euros – um valor ainda inferior aos 164 660 milhões de euros de 2007 (Governo SÓCRATES). Mesmo olhando para o PIB nominal (isto é, o valor da economia em euros sem ajustar para a inflação), o panorama não é animador. Para já o Pib nominal e o ajustado estão praticamente iguais. Com algum crescimento é natural que surja um pouco de inflação. O representante do Banco de Portugal no BCE deveria exigir um tratamento de favor nos países como Portugal que têm inflação zero ou estejam mesmo em deflação. Tratamento que conste de uma maior aquisição de títulos de tesouro a baixo juro (1 a 1,5%) previamente comprados pela CGD ao IGCP.



publicado por DD às 23:30
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Nem em 2017, o Pib voltar...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds