Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Domingo, 23 de Dezembro de 2018
Os Desesperados do Expresso/PSD

 

O Expresso do Sábado (22.12.2018) reflete o desespero de quem quer o caos e a desgraça da Pátria para poder vender mais papel impresso.

O diretor Pedro Santos Guerreiro escreve: “O fiasco das manifestações de ontem dos “coletes amarelos” não é uma vitória dos fatos escuros de gravatas azuis. É só um alívio de sexta-feira”.

O homem acha que não se deve ignorar a “raiva” que não existiu e mostra o habitual em quase todos os jornalistas que é não perceber de números. Mesmo em França foram contabilizadas 283 mil pessoas em várias manifestações. O que é este número comparado com os 20 milhões de eleitores de Macron e o que seriam 50 mil manifestantes em Portugal comparados com mais de 5 milhões de cidadãos que votam nos partidos representados na AR.

As enfermeiras manipuladas pela dirigente Ana Cavaco do PSD são poucas centenas que podem matar milhares de pessoas a prazo ou tornar a vida num inferno devido à falta de uma cirurgia adequada. Julga o Guerreiro que os familiares dessas pessoas e os que se indignam com as já 7.500 cirurgias que não foram feitas vão agradecer ao Rui Rio ou eleger a Cavaco para presidente da República.

O Pedro Santos Guerreira devia fazer as contas às milhares de greves organizadas pela CGTP do PCP durante mais de 40 anos e verificar quais os votos obtidos a mais por um partido que em todas menos a primeira eleição se viu obrigado a esconder o seu nome e a sua foice e martelo atrás de umas siglas como APU e CDU.  Mesmo assim, acho que as greves podem ser úteis aos grevistas, mas nunca aos prejudicados por elas que são em geral outros trabalhadores.

Guerreiro acha que a crescente abstenção resulta do descontentamento de muita gente que deveriam querer uma alternativa que só poderia resultar de um 28 de maio que em 48 anos nada resolveu e deixou a Pátria tão atrasada como em 1926, relativamente ao resto da Europa. A abstenção resulta sempre da chamada “síntese democrática” em que em termos verbais e programáticos no papel todos os partidos tendem a querer o mesmo e dizer aquilo que o eleitorado quer ouvir. Todos querem o progresso, a melhoria do nível de vida, um bom serviço de saúde, boas escolas, etc. Só que o significado de cada afirmação é diferente de partido para partido. Para a extrema esquerda, tudo isso deve passar pelo interesse pessoal de todos os que trabalham para o Estado à custa dos contribuintes. Para um partido como o PS, em tudo deve haver um equilíbrio entre o que se paga e o que se arranca aos contribuintes e para a direita tudo deve ser negócio de investidores, mesmo que o principal seja o Estado Comunista Chinês e hospitais, escolas, meios de transporte só têm razão de existir se derem lucro aos proprietários privados.

As atuais greves hospitalares e as da CP, Metro, etc. têm a vantagem de afastar o grande capital internacional desses “negócios”. Parece que os chineses já estão um bocado arrependidos de comprarem a EDP, tal como os alemães que decidiram que os estrangeiros em relação à EU só podem adquirir 10% das empresas e ativos da Alemanha, medida que aplaudo e que devia ser alargada a toda a União.

Guerreiro cita Louçã que pede à esquerda que deixe de ter vergonha de ser esquerda e Marcelo Rebelo de Sousa que a direita também deixe ter vergonha e assuma os interesses do seu eleitorado. No fundo, o interesse de Guerreiro como empregado do mais antigo militante vivo do PSD é deixar um largo espaço eleitoral entre o centro esquerda e o centro direita para assim ganhar eleições. Mas, o PS não se vai encostar à extrema esquerda nem à direita, limita-se a ficar numa esquerda razoável para todos os portugueses que não estão na luta pelo poder e é isso que tanto atormenta o Guerreiro como o comparsa de página Fernando Sobral.

Sobral fala no “enterro do tostão” e cita 1978 quando o País caminhava alegremente para a primeira intervenção do FMI, mas não diz que íamos acompanhados pela crise da subida dos preços do petróleo e de muitas matérias primas que ao desceram depois fizeram a miséria do Brasil, Argentina e muitos outros países.

Como estamos a caminho de um défice zero nas contas públicas, Sobral torce a realidade e diz “o maior défice é o do pensamento”, claro, principalmente do seu, dado que para ele a Pátria é “o país que dança o giroflé” e acrescenta: “Portugal é um melancólico Jardim da Celeste” e generaliza a queda de um helicóptero em que um piloto imprudente – coitado – levantou ao escurecer com chuva sem ter os instrumentos de navegação noturna. Queria jantar cedo em casa. Como disse Marcelo, isso foi o falhanço do Estado como se não caíssem aviões nos EUA, Alemanha, etc. e a Califórnia não esteve a arder até há bem pouco tempo, queimando milhares de casas e o Tsunami na enorme Indonésia não tenha apanhado de surpresa as populações que viviam rentes ao mar. Sobral deve ser também daqueles que não quer reordenamento da costa com o afastamento das casas que estão demasiado próximas da linha de água.

Se Sobral tivesse lido a revista “Der Spiegel” saberia que também na Alemanha, o Estado nada investiu nos últimos quase vinte anos, um pouco à exceção do leste que nada tinha e que em Berlim estão há vinte anos a construir um aeroporto e tiveram de deitar abaixo o principal edifício porque estava mal construído e não tinha uma proteção contra incêndios, sendo aí que encostariam os aviões.

A Alemanha e a Inglaterra tornaram-se grandes porque tinham ferro e carvão. Portugal quando a civilização dependia da pedra e da madeira foi grande, mas sem carvão e ferro atrasou-se e com uma ditadura de 48 anos inimiga do progresso, isto é, da indústria que empregaria muitos operários dos quais Salazar tinha mais medo do que das cobras com veneno, preferindo que emigrassem ou fossem morrer nas guerras coloniais.

Portugal vive o problema de estar numa Europa dominada pelo povo politicamente mais estúpido do Mundo, o alemão, a cuja raça pertenço, mas não no Cartão de Cidadão em que me orgulho de ser português e porque sei que há apenas uma vintena de nações mais desenvolvidas e mais de 230 em que se vive pior. Até na imensa Rússia cheia de petróleo, gás e todos minerais o PIB per capita é inferior ao Português para não falar no da China que quer conquistar ou comprar o Mundo.

Portugal não é – como diz Sobral – uma flor à beira de precipício e tem muitas possibilidades que até estão descritas no Expresso.

Portugal tem futuro e o combate político é natural em todo o Mundo, salvo nos locais em que populações inteiras são assassinadas. Nas grandes ditaduras mortais, o “Big Brother” está instalado como na China ou na Rússia do Puthitler, como é designado pelos irmãos da Ucrânia que ele gostaria de conquistar, mas não pode por causa do Tratado de Não proliferação de Armas Nucleares que proíbe a conquista dos países signatários que prescindiram desse armamento. Puthitler só pode atuar lentamente através de falsas milícias locais.

Enfim! Conformem-se com o fiasco dos coletes amarelos” e olhem para os novos autocarros amarelos que estão a vir da fábrica portuguesa “Caetano Bus” para a Carris.



publicado por DD às 23:01
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2018
Vitória de António Costa - Derrota Total da Oposição dos Coletes Amarelos

 

 

As manifestações dos coletes amarelos em Portugal a macaquear o que foi feito em França foram um desaire completo, apesar da quase complacência da PSP e das palavras de António Costa que disse aceitar que se façam manifestações desde que sem violências ou destruições.

Em poucos locais como Lisboa, Porto, Braga e Faro apreceram muitas pessoas e nunca mais de duas ou três dezenas. Em Braga, menos de dez pessoas quiseram bloquear um camião e impedirem alguma circulação.

As poucas pessoas a protestar foram uma sondagem altamente positiva a favor da Geringonça e António Costa e uma derrota de grupos fascistas ou simplesmente da direita  que queriam imitar a violência verificada em França, a qual também não teve números politicamente relevantes, dado terem-se manifestado num máximo 283.000 pessoas que nada representam numa grande nação com mais de 40 milhões de eleitores, mas são uma força brutal quando concentrados contra uma polícia que utiliza apenas canhões de água, granadas de gás lacrimogénico e balas de borracha.

Em Portugal, o equivalente seriam cerca de 50 mil pessoas que reunidas num só local que poderiam pôr em cheque as forças da Ordem e até lançar fogo à Assembleia da República como mandou fazer o monstro Hitler em 1933 no Parlamento Alemão para justificar uma espécie de estado de sítio com eleis de exceção que estabeleceram a ditadura até ao fim da guerra com a morte de dezenas de milhões de pessoas.

Os meios de comunicação social, incluindo os do Estado, Antena 1 e RTP deram o maior relevo às minúsculas manifestações porque queriam mais e ficaram desolados.

Um canal de televisão diz que pelas 6 horas da tarde com a saída das pessoas dos empregos pode haver manifestões maiores. Mesmo que as pessoas a sair não sejam manifestantes, a acumulação de pessoas junto a certos meios de comunicação pode gerar grande confusão. Mas, viu-se que de mais de 1,5 milhões de reformados com saúde para sairem e andar pelas ruas devem ter estado presentes não mais de 0,001%.

Numa entrevista dada a uma televisão, um manifestante insurgia-se contra a disparidade entre os salários mais elevados e os mais baixos. É verdade, mas curiosamente ele falou nos milhões que ganham o Mexia e o Queiros Pereira. Sucede que este último já não ganha nada, porque faleceu. Mas quem tem mais de 250 mil euros anuais de rendimento colectável paga uma taxa de IRS de 48% + 11% de TSU, respeitante a salários,  que pode somar cerca de 59% menos uma pequena parcela a abater.

As deduções epecíficas abrangem a quase totalidade de muitos salários baixos, nomeadamente os salários mínimos pelo que estão isentos do IRS ou quase.

As diferenças não são justas, mas servem para a propaganda apesar de os rendimentos baixos abrangerem uma elevada percentagem da populção e os altos são auferidos por muito pouca gente e nem são relativos a salários do Estado porque o próprio PR e PM não ganham assim tanto depois de deduzido o respetico IVA. A redistribuição é feita através do IRS que leva cerca de metade dos rendimentos elevados e taxa gravemente os carros e casas de luxo, além os 235 de IVA serem aplicados

 

 

 



publicado por DD às 14:25
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2018
Dias Negros dos Fascismos - Caminhada para o Terror

 

Em Portugal como em quase toda a Europa, leste e oeste, os ógão de informação são tendencialmente antidemocráticos e caminham para ideias fascistas devido ao seu caráter capitalista.  Nalguns países como Itália, Polónia, Hungria, Romésnia e Bulgária os governos já são populistas, o que quer dizer que caminham apressadamente para para uma via fascista.

O nazismo - enquanto ditadura do terror holocáustico - não se generalizou imediatamente após a chegada do monstro Hitler ao poder, apesar de que começou por ajustar contas com o seu próprio partido nazi, assassinando Roehm, o líder das SA que queria um exército puramente nazi e as suas milícias foram as que ajudaram muito a subida de Hitler.

Mas, particularmente em Portugal em que os órgão de informação são todos contrários ao governo legítimo da Pátria e Portugal é uma nação pacífica sem inimigos e aliada dos países da Nato e da União Europeia, o Facebbook, o último reduto da liberdade de informação, resolveu bloquear pessoas como eu que escrevia política favorável a Portugal.

A decisão de bloquear quem colocou posts com 600 partilhas e o último com 330 só blog "Estátua de Sal" foi dada ao sistema de inteligência artificial ou, antes, estupidez artificial que não é capaz de discernir entre incitamento à violência e incitamente à paz porque a crítica à greve das enfermeiras dos bloco operatórias, reproduzindo uma frase da bastonária Ana Rita Cavaco de que "iria morrer muita gente devido à greve" foi considerada como incitamente à violéncia pelos algortimos da estupidez artifical que o Facebook utiliza.

Claro que podemos admitir que atrás da greve das enfermeiras e das manifestações dos coletes amarelos estão interesses americanos, dado que o Facebook é americano e enquanto bloqueia a crítica à greve aos blocos operatórios deixa passar um pseudo noticiário sobre a manifestação dos coletes amarelos com um mapa a indicar cidades e pontos em que os manifestantes deverão ser os macacos de imitação dos franceses, recorrendo à violência.

Trump quer destruir a União Europeia e tem como aliado a Alemanha de Merkel, Schaeuble do CDU e o pessoal nazi do AfD e da organização paralela denominada Pengida que será uma espécie de SA para o AfD (Alternativa para a Alemanha) e para a CDU que deveria abandonar o C de cristã porque nada tem a ver com o cirstianismo.

Desde que Bruxelas se intrometeu com o Facebook, este tornou-se na ponta de lança da fascização da Europa. Esperemos que, desta vez, os povos avisados venham a conseguir provocar o falhanço dessa tentativa. Isto, para bem da Humanidade e dos próprios americanos, incluindo aqui o Facebook que nada terá a ganhar com a censura nazi que está a fazer.



publicado por DD às 17:22
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018
Inteligência Artificial ou Estupidez Artificial

 

Fala-se muito de inteligência artificial como se fosse que já existisse, mas quem alguma vez se viu confrontado com a chamada inteligência artificial chama-lhe antes estupidez artificial.

Assim, o livro das caras ou facebook costuma bloquear alguns escribas por o seu algoritmo de uma suposta inteligência artifical detetar algo que não permite como incitamento à violência, campanha repetida contra ou a favor de algo. excesso de palavras em Maiúsculas, etc.

Acontece que a dita IA do face não é capaz de distinguir o ataque e crítica à violência do respetivo incitamento. Não deteta as nuances que leva alguém dizer que a Ana Rita Cavaco disse que a greve aos blocos operatórios pode causar muitas mortes e reproduzida por outra pessoa, neste caso eu, com uma crítica severa a esta greve que considero imoral e até criminosa pois ninguèm é submetido a uma cirurgia sem ter algo de grave e a sua falta pode reduzir a esperança de vida do doentes, principalmente se for do sistema cardio-respiraório, vascular, etc.

O sistema de IA do Facebook interpretou isso como um incitamente a essas causas.

Noutra situação, critiquei o novo partido nazi alemão AfD (Alternativa para a Alemanha) e reproduzi fotos de objetos que o partido anda a vender, nomeadmanete canecas com a figura do Hitler e uma espécie de foto em que está o homem do exército nazi com uma metralhadora e é dito que o problema dos muçulmanos na Alemanha se resolve a 190 por minuto.

Aqui também o programa de Inteligência Artificial interpretou como sendo um incentivo ao assassinato de muçulmanos.

Eu não sei como funcionaria a chamada Ineligência Artificial do Facebook se o texto estivesse em inglês, pois a tradução automática do português para o inglês causa em geral erros gravíssimos, podendo cada um enganar o sistema com a utilização de sinónimos de duplo significado. Assim , em vez de escrever "palavra" utilizar "termo" que tanto pode ser uma palavra como o fim de qualquer coisa.  Enganar o sistema pode ser escrito como "driblar" que é um termo futebolístico ou "fintar", mas pode ser utilizado em qualquer outro contexto. Matar que é palavra que chama mais a atenção do FB pode ser substituído por aviar, eliminar, extinguir, exício, passamento, falecimento, etc,

Enfim, o dicionário de sinónimos da Porto Editora tem 1.125 páginas, o que atesta a riqueza vocabular da língua portuguesa com uma vasta sinonímia.    

O funcionamento do cérebro humano é bem diferente de um computador, sabe-se hoje, apesar de não ser ainda entendio na sua plenitude.  O saber pode transformar-se numa espécie de raciocínio ou aparente invenção. O aluno pode não conseguir reproduzir na integra um dado conteúdo, mas pode pensar em função do mesmo e ter a impressão que inventou algo que, afinal, lhe veio do exterior. 

Enfim, não acreditemos em tudo o que nos aparece pela frente.

                                                                                           



publicado por DD às 18:15
link do post | comentar | favorito

Notícias de 19 - 12 - 2018

 

 

JUIZ MANDA LIBERTAR ex-PRESIDENTE LULA DA SILVA

 

Como o Lula já não pode concorrer às eleições e derrotar Bolsonaro, o juiz Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil, determinou hoje a libertação de todos os presos que estão detidos por condenações após a segunda instância da Justiça, incluindo o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo informações divulgadas pelo portal de notícias G1, a decisão tem carácter provisório e atendeu a um pedido do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e abrange Lula da Silva, preso desde Abril por ter sido condenado em duas instâncias num processo sobre a propriedade de um apartamento de luxo, que ainda tem recursos pendentes nos tribunais superiores.

"Defiro a liminar [providência cautelar] para, reconhecendo a harmonia, com a Constituição Federal, do artigo 283 do Código de Processo Penal, determinar a suspensão de execução de pena cuja decisão de encerrá-la ainda não haja transitado em julgado, bem assim a libertação daqueles que tenham sido presos ante exame de apelação", diz a decisão proferida por Marco Aurélio Mello.

 

INFOMAÇÃO DA EXTEMA DIREITA FALIDA

Grupo Megafin da Extrema Direita e Falida quer Protesto de Coletes Amarelos. Julga QUE ISSO LHE TRARA DINHEIRO agtravés de um crowfounding (coleta de fundos para propósitos criminais).

O “Jornal Económico” sem leitores e praticamente falido pertencente ao grupo Megafin está a organizador o protesto nacional dos coletes amarelos, macaqueando o que foi feito em França e julgando que sindicatos e outras organizações seguirão os desejos de pessoas falidas, incapazes de manterem um canal televisivo sério sobre economia e, como tal, suscetível de atrair espectadores e publicidade.

O Grupo está ligado à Cofina do Correio da Manhã, mas não completamente como tem capitais do igualmente falido grupo Ongoing.

Todos estes órgãos de informação pretenderam impor em Portugal uma política de extrema direita e, como tal, falharam nas intenções políticas e no aspeto económico. Gastaram dinheiro para nada porque os grandes capitalistas do País não os acompanharam e, muito menos, sindicatos e população em geral, mesmo eleitores da direita.

O Jornal Económico resulta do fechado e falido Diário Económico, sendo agora um semanário que ninguém lê.

Notícia do Sapo:

A deterioração acentuada das condições de trabalho e o impasse no processo de venda do canal de televisão Etv, distribuído por alguns operadores de cabo, e do site Económico Digital são os motivos que levaram à apresentação da demissão.

Numa nota enviada aos trabalhadores, Mónica Silvares e Filipe Alves informam que apenas estarão em funções até à próxima sexta-feira, dia 29 de julho.

 

 

 

ENFERMEIRAS DOS BLOCOS OPERATÓRIOS QUEREM DINHEIRO PARA ASSASSINAR PORTUGUESES

 

 

A Bastonária da Ordem das Enfermeiras e o sindicato pretendem angariar mais 100 a 200 mil euros para financiar a continuação da greve aos blocos operatórios que, nas palavras da própria Bastonária Ana Rita Cavaco, pode provocar a MORTE de muitos pacientes em estado grave.

Vários comentadores aformam que o dinheiro vem dos grupos privados de saúde, tanto das seguradoras de capital chinês como dos hospitais privados como os do grupo Mello (CUF) que estão a fazer grandes investimentos e esperam receber so Estado o pedido e pagamento das já mais de 6 mil cirurgias que não foram feitas. Lamentavelmente, o Ministério Público não está a investigar este ato de corrupção e o primeiro que enmvolve o eventual assassinato de muitos doentes.



publicado por DD às 17:47
link do post | comentar | favorito

Diário de "A Luta" - Notícias do Dia - 19 de dezembro de 2018

 

 

JUIZ MANDA LIBERTAR ex-PRESIDENTE LULA DA SILVA

 

Como o Lula já não pode concorrer às eleições e derrotar Bolsonaro, o juiz Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil, determinou hoje a libertação de todos os presos que estão detidos por condenações após a segunda instância da Justiça, incluindo o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo informações divulgadas pelo portal de notícias G1, a decisão tem carácter provisório e atendeu a um pedido do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e abrange Lula da Silva, preso desde Abril por ter sido condenado em duas instâncias num processo sobre a propriedade de um apartamento de luxo, que ainda tem recursos pendentes nos tribunais superiores.

"Defiro a liminar [providência cautelar] para, reconhecendo a harmonia, com a Constituição Federal, do artigo 283 do Código de Processo Penal, determinar a suspensão de execução de pena cuja decisão de encerrá-la ainda não haja transitado em julgado, bem assim a libertação daqueles que tenham sido presos ante exame de apelação", diz a decisão proferida por Marco Aurélio Mello.

 

INFOMAÇÃO DA EXTEMA DIREITA FALIDA

Grupo Megafin da Extrema Direita e Falida quer Protesto de Coletes Amarelos. Julga QUE ISSO LHE TRARA DINHEIRO agtravés de um crowfounding (coleta de fundos para propósitos criminais).

O “Jornal Económico” sem leitores e praticamente falido pertencente ao grupo Megafin está a organizador o protesto nacional dos coletes amarelos, macaqueando o que foi feito em França e julgando que sindicatos e outras organizações seguirão os desejos de pessoas falidas, incapazes de manterem um canal televisivo sério sobre economia e, como tal, suscetível de atrair espectadores e publicidade.

O Grupo está ligado à Cofina do Correio da Manhã, mas não completamente como tem capitais do igualmente falido grupo Ongoing também falido.

Todos estes órgãos de informação pretenderam impor em Portugal uma política de extrema direita e, como tal, falharam nas intenções políticas e no aspeto económico. Gastaram dinheiro para nada porque os grandes capitalistas do País não os acompanharam e, muito menos, sindicatos e população em geral, mesmo eleitores da direita.

O Jornal Económico resulta do fechado e falido Diário Económico, sendo agora um semanário que ninguém lê.

Notícia do Sapo:

A deterioração acentuada das condições de trabalho e o impasse no processo de venda do canal de televisão Etv, distribuído por alguns operadores de cabo, e do site Económico Digital são os motivos que levaram à apresentação da demissão.

Numa nota enviada aos trabalhadores, Mónica Silvares e Filipe Alves informam que apenas estarão em funções até à próxima sexta-feira, dia 29 de julho.

 

 

 

ENFERMEIRAS DOS BLOCOS OPERATÓRIOS QUEREM DINHEIRO PARA ASSASSINAR PORTUGUESES

 

 

A Bastonária da Ordem das Enfermeiras e o sindicato pretendem angariar mais 100 a 200 mil euros para financiar a continuação da greve aos blocos operatórios que, nas palavras da própria Bastonária Ana Rita Cavaco, pode provocar a MORTE de muitos pacientes em estado grave.

Vários comentadores aformam que o dinheiro vem dos grupos privados de saúde, tanto das seguradoras de capital chinês como dos hospitais privados como os do grupo Mello (CUF) que estão a fazer grandes investimentos e esperam receber so Estado o pedido e pagamento das já mais de 6 mil cirurgias que não foram feitas. Lamentavelmente, o Ministério Público não está a investigar este ato de corrupção e o primeiro que enmvolve o eventual assassinato de muitos doentes.



publicado por DD às 17:30
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018
O Falhanço do Boeing 737 Max

Foto: O Boeing 737 Max com motor de abertura oval e o Airbus A 320 com motor de abertura redonda. Todos os Airbus têm uma barriga maior que permite acomodar um trem de aterragem mais alto e ter o motor mais distante do chão. No B 737 Max o motor está excessivamente próximo do chão, pelo que uma pequena inclinação na aterragem pode levar ao choque do motor com a pista e subsequente explosão.

 

O Falhanço do Boeing 737 Max

Há muitos anos atrás, quando começou a Airbus a fabricar o A 300 li algures um artigo de um americano que dizia que não acreditava que a Airbus pudesse fazer concorrência à Boeing por ser uma empresa estatal e, pior ainda, pertencia então a cinco Estados de nações com línguas e culturas diferentes que era a França, a Alemanham, a Itália, a Holanda e o Reino Unido e muito depois juntou-se a Espanha. Enquanto a Boeing era privada e de uma única nação.

Contrariando essa visão capitalista dos americanos, a Airbus revelou-se um êxito extraordinário e tirou à Boeing fundida com outras empresas americanas mais de metade do mercado mundial de aviões de passageiros de grande e médio porte.

A Boeing tinha no 737 o seu ganha pão. Construiu cerca de 10 mil unidades em meio século de existênciae tem 4.800 encomendadas, mas não consegue competir em economia e silência com os Airbus 318, 319 e 320, principalmente nas versões Neo.

Daí que a Boeing resolveu modernizar até ao limite do possível o seu 737, construindo o 737 Max.

Um dos aviões do tipo 737 Max modernizados e saído da fábrica ao serviço companhia Lion da Indonésia caiu a pique de cauda com 189 passageiros a bordo.

O problema que os utilizadores desse Boeing têm está nos motores.

Os modernos motores do consórcio CFM são extremamente económicos e silenciosos porque têm uma abertura de 2 metros de diâmetro para entrar ar e cabem muito bem em todos os Airbus desde o mais pequeno 319 até ao novo 350 ultra ligeiro, grande e económico.

Nos 737, o motor CFM não cabe, dado que o avião é demasiado baixo e colocar-lhe um trem de aterragem muito grande não é possível porque falta aquela barriga típica dos Airbus. Assim, a Boeing resolveu na mesma utilizar os CFM, mas em vez de uma abertura redonda fez uma abertura oval e mais larga para dar entrada da mesma quantidade de ar e não aproximar demasiado os dois motores do chão.

Só que se revelou que em certas condições atmosféricas essas entradas de ar desiquilibram o avião e fazem-no subir a pique e depois cair também a pique de cauda.

Os engenheiros da Boeing resolveram colocar uma "prótese" no avião que controla as correntes de ar e corrige automaticamente o referido defeito, denominada MCAS (Maneuvering Characteristics Augmentation Sysrem) e nem informou as empresas compradoras ou os pilotos de tal sistema e não respeitou o princípio básico da construção de aviões modernos que diz que a avaria num sistema não pode causar a queda do avião, havendo sempre algo para corrigir essa avaria ou um segundo sistema.

No caso do avião da Lion, avariou-se o sistema indicador do ângulo do avião que fez acionar o MCAS desconhecido dos pilotos e seria para corrigir uma queda a pique e, em vez disso, levantou o avião para cima e fez os motores perderem a força, obrigando a uma queda com a cauda para baixo.

 



publicado por DD às 21:57
link do post | comentar | favorito

Morrer sem Querer por falta de Cirurgias

 

 

 

Ouvi no noticiário da vergonhosa TVI a não menos vergonhosa bastonária da Ordem dos Enfermeiros CAVACO dizer com ar triunfante que estão a morrer pessoas por falta de cirurgia.

A nova "Anjo da Morte" portuguesa culpa o governo no sentido de que ou fazem o que ela quer ou matam milhares de portugueses.

É um abuso de uma falsa autoridade sobre a classe dos enfermeiros dos blocos operatórios, principalmente quando os dois novos sindicatos tinham poucas pessoas inscritas, mas agora têm todo os profissionais auxiliares dos blocos operatórios que para receberem os 1.200 euros por mês de greve são obrigados a estarem inscritos nos dois sindicatos do PSD de RUI RIO.

Dinheiro que não acredito que foi doado por outros enfermeiros, já que as enfermeiras dos blocos são cerca de 5.000 a nível nacional, segundo um noticiário, e um mês de greve corresponde a 6 milhões de euros que só pode vir de quem tem muito, ou seja, seguradoras de saúde chinesas, Grupo Mello dos Hospitais CUF e outros hospitais privados, sendo um deles chinês. Isto de fosse uma verdadeira greve a 100% nacional.

Mas, pelo que diz a Ordem, a greve abrange cinco blocos operatórios em Lisboa, Coimbra e Porto e não percebi se são apenas cinco blocos ou em cinco hospitais, porque no Hospital Santa Maria de Lisboa e S. João do Porto mais o da Universidade de Coimbra há mais de cinco blocos operatórios em cada um e fazem-se em Portugal mais de 500 mil cirurgias por ano, sendo a média de três por dia em cada bloco operatório, pelo que as cinco mil cirurgias que não foram feitas devem abranger menos de 1% das cirurgias anuais e, nesse caso, não há razão para haver mortes e nos restantes blocos os cirurgiões podem fazer mais 1% de cirurgias e tem sido afirmado que a adesão à greve é de 72 a 80% no total.

Claro que 5 mil num mês de greve dá uma percentagem muito superior ao que seria num ano porque fazem-se em princípio 41 mil cirurgias por mês. As 5 mil serão cerca de 12% que podem ser reprogramadas pelo ano se os diretores dos hospitais quiserem e os respetivos cirurgiões.

O capital chinês deve estar a financiar o primeiro pedido da Ordem/Sindicato que foi de 300 mil euros e que quer que seja aumentado para 400 mil .

Os chineses não dão valor à vida e por isso esteve em Portugal uma exposição de cadáveres de chineses revestidos de silicone, abertos e cortados de todas as maneiras para o público conhecer o interior do corpo dos chinocas. Nenhum país do Mundo consentiria isso com os seus nacionais por simples respeito pela vida e pela subsequente morte. Mas, aquilo era para incrementar o negócio da doação de órgãos pós-mortem em que o capital chinés sempre esteve envolvido pela venda de órgãos das centenas de milhares de chineses condenados à morte.

Disse "auxiliares nos blocos operatórios" porque os cirurgiões são os médicos altamente especializados nessa tarefa e os únicos legalmente autorizados a realizarem cirurgias.

Os enfermeiros têm as seguintes tarefas auxiliares divididas por três pseudo doutoras sem doutoramento:

Uma leva ao cirurgião os instrumentos cirúrgicos como bisturis, etc.

Outra apoia o médico anestesista, mas não injeta o medicamento da anestesia que é feito pelo respetivo médico ou médica. Está ali só a ver e apoiar em algo que corra mal ou a levar a máscara de oxigénio com os tubos ao anestesista.

Uma terceira enfermeira é a doutora ambulante, não está a fazer nada, mas pode ser útil se ocorrer um problema grave e não estar no bloco um desfibrilador,. por exemplo. Então essa "ambulante" vai buscar.

Mas, geralmente há tudo no bloco e o cirurgião preparou o material e sabe quais os problemas que podem acontecer, pois estudou isso tudo.

As doutoras enfermeiras é que não estudaram nada disse e não lhes é autorizado meter a mão na abertura cirúrgica, salvo quando o médico tem as duas mão ocupadas e precisa de outras para segurar algo, mas se pedir ajuda vai dizendo o que deve a auxiliar fazer.

 Espero pois que a greve a menos de 1% das cirurgias seja mais uma greve para a TELEVISÃO enganar os portugueses, já que há na generalidade um ódio à verdade da parte dos jornalistas e essa verdade traduz-se em NÚMEROS.



publicado por DD às 21:55
link do post | comentar | favorito

Sábado, 15 de Dezembro de 2018
Ministros Despedidos na India

 
Segundo o noticiário da Antena 1, o partido do Primeiro Ministro Naerendra Mondi, o Bharatiya Janatra Party, tem perdido muitas eleições em diversos estados da União que é a República Indiana.
 
Muitos ministros locais foram candidatos aos parlamentos e perderam as eleições, mas saliente-se em particular o Ministro da Vaca e o Ministro da Felicidade no Estado de Utar Pradexe, o mais populoso.
 
O Ministrio da Vaca que é sagrada não conseguiu solucionar o problema das vacas sem abrigo e muito magras porque se alimentam de alguns restos que encontram ou de algo que o povo lhes dá. Na Índia, a vaca é mais importante que esses seres bípedes zoologicamente conhecidos por Homo sapiens sapiens que na ìndia vivem mais sem abrigo que as vacas e ultrapassam largamente os 1,2 mil milhões.
 
O Ministro da Felicidade perdeu naturalmente as eleições porque não arranjou uma solução para a falta de felicidade da imensa população do seu Estado.
 
Pessoalmente acho que a ìndia ou faz a felicidade das vacas ou dos animais de duas patas tidos como inteligentes. Ambos não podem ser felizes em simultâneo. A imensa nação não possui recursos para todos.


publicado por DD às 18:45
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018
Doenças do Aparelho Respiratório

 

Esta manhã todas as rádios começaram os seus noticiários com a informação alarmista que em cada hora morrem dois portugueses por doença do sistema respiratório.

Isso fez-me lembrar o meu avô que morreu aos 97 anos com uma pneumonia resultante da evolução de uma simples constipação. Ele gozava de excelente saúde, apesar de alguma fraqueza e, naturalmente, não teria o seu sistema imunológico em boas condições como acontece com todos os idosos.

Eu sei que não ficarei por cá e se atingir a idade do meu avô seria já excecional.

Mas, fazendo as contas, temos 8.760 horas por ano, pelo que morrem por ano 17.200 cidadãos por doença respiratória-pulmonar, na maior parte idosos apesar de não ser de descartar que possam morrer desse conjunto de doenças pessoas de qualquer idade.

No ano passado morreram em Portugal 110.197 pessoas que representam1,06% da população. Teoricamente deveríamos todos morrer por volta dos 100 anos de idade, mas as contas não podem ser feitas assim, pois no ano em que eu nasci vieram ao Mundo em Portugal 256.000 pessoas e no ano passado apenas 87.000 e ao longo da minha vida emigraram milhões de portugueses e regressaram muitos para passar a velhice com uma reforma francesa ou outra.

Mesmo assim, as doenças do sistema respiratório e, geralmente, pulmonares têm muito a ver com o ambiente, ou seja, a poluição dos muitos automóveis que circulam por toda a parte e com os idosos de recursos fracos ou médios por causa do astronómico preço da eletricidade aliado à falta de isolamento das habitações de quem não pode adquirir janelas de vidro duplo, etc. O frio invernal mata muito e, suponho, que os grandes calores também são mortais para as pessoas de idade muito avançada.

A poluição automóvel é invisível, mas é terrível, os combustíveis, principalmente dos diesel, larga partículas ínfimas que são respirados e acumulam-se nos alvéolos pulmonares. Por isso, estão as Autoridade Tributárias erradas quando atribuem uma localização de luxo a zonas da cidade como grandes avenidas e bairros centrais pejados de viaturas e autocarros a circularem e táxis com mais de meio milhão de quilómetros, etc.

Mesmo na Alta de Lisboa, junto aos grandes parques do Lumiar, a poluição produzida pelos milhares de aviões que aterram e descolam ali perto durante o ano é extremamente perigosa e completamente invisível.

Não há, pois, a mais pequena razão para que o IMI seja diferenciado porque ou se vive no campo longe de tudo ou se vive na cidade perto de tudo mais uma poluição tremenda. Até os travões dos carros largam partículas micrométricas que causam doenças pulmonares obstrutivas crónicas e podemos citar ainda muitas outras doenças como bronquite, enfisema, asma, rinite, gripe H1N1, pneumonia, pneumotórax e fibrose pulmonar.

Contudo, a poluição não impediu os portugueses e não só de aumentarem a sua esperança de vida, estando as mulheres já na idade média dos 80 e o homem nos 78 a 79.

A tuberculose foi quase que erradicada e o cancro do pulmão tem origens menos conhecidas, sabendo-se apenas que afeta muito mais os fumadores.

Enfim, as rádios não mentiram, mas veiculam as notícias com um alarmismo imenso quando todos sabemos que não é o nosso destino ficar por cá ou viver até aos 150 ou 200 anos.

A morte é, sem dúvida, o evento mais garantido que a vida nos oferece. Ninguém escapa, seja multimilionário ou pobre, culto ou analfabeto, todos terão a sua hora.

 



publicado por DD às 15:30
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

O Estado não Desconta a P...

Ratzinger Desculpa a Pedo...

Política de Hierarquizaçã...

Combater os Mega Fogos

O que fazem os "donos" de...

Será que a Vinci quer mes...

Dieter Dellinger: 2018 "A...

Os Desesperados do Expres...

Vitória de António Costa ...

Dias Negros dos Fascismos...

arquivos

Abril 2019

Março 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Junho 2018

Maio 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds