Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2018
Dívida Pública

 


 A dívida pública bruta terminou 2017 nos 242,6 mil milhões de euros, o que representa um aumento de 1,6 mil milhões de euros face ao registado no final de 2016, existindo uma reserva de 6,1 mil milhões de euros para pagamentos. Só esta semana, foram liquidados mais 800 milhões de euros ao FMI que é a dívida que vence juros mais elevados.

 O custo médio da dívida desceu pela primeira vez para 3%, continuando a descer porque a última emisão feita já este ano vence um juro de 2,14% e pensa-se colocar dívida a longo prazo de 10 a 20 anos a um juro de 1,4%

 Para este ano, as necessidades líquidas da dívida são de 10,9 mil milhões de euros, os quais já existem em mais de metade.

 Os dados foram revelados pelo Banco de Portugal e mostram que o endividamento recuou ligeiramente em Dezembro (200 milhões de euros), sendo já o quarto mês consecutivo de alívio no valor da dívida pública.

 A evolução da dívida pública teve um comportamento distinto ao longo do ano, com fortes subidas nos primeiros meses e descidas na reta final de 2017. Em Agosto superou pela primeira vez a fasquia dos 250 mil milhões de euros, acumulando uma subida de 9,4 mil milhões de euros desde o início do ano. Nos quatro meses seguintes registou uma queda de 7,8 mil milhões de euros, que apesar de não travar o crescimento do valor em termos nominais, terá sido suficiente para colocar o peso da dívida no PIB a descer.

 Dado não ser ainda conhecido o valor do PIB em 2017, não é possível determinar o peso da dívida na economia na totalidade do ano passado. Contudo, dado que o PIB terá registado o crescimento mais forte da década (em torno de 2,7%), é certo que o rácio terá descido. O primeiro-ministro adiantou o mês passado que em 2017 a dívida pública terá ficado em 126,2% do PIB. Trata-se de um valor abaixo dos 127% inicialmente estimados e dos 130,1% registados em 2016.

 A realidade é que a DÍVIDA está sendo controlado e não causa preocupações aos parceiros da Zona Euro, mas não permite ao País lançar-se em hgrandes despesas, nomeadamente INVESTIMENTOSD PÚBLIOS não indispensáveis como quer o PPP e o PP mais vários associações patronais e aumentos acentuados em saláriops e pensões.

 O défice desceu significativamente, podendo chegar a 0% este ano desde que se continue a política de Mário Centeno de cativações que este ano são menores que no ano anterior.

O Governo não pode ceder a certas exigências como as dos magistrados que querem grandes aumentos de salários e muito pessoal novo a trabalhar nos tribunais, o que da parte de gente instruída é de espantar porque qualquer procurador e juíz deve ter um conhecimento aproximado da situação financeira da Pátria de todos os portugueses e não apenas de alguns, qualquer que seja a sua importância ou força sindical.

 Costa e Centeno não se podem curvar às exigênmcias demagógicas de Marceloque quer que se gaste muito dinheiro em tudo o que vê e visita.

 


02.02.2018


 


publicado por DD às 22:19
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

A China Tornou-se na 1ª P...

Ter ou Não Serviço Milita...

Dieter Dellinger: "Procur...

Dieter Dellinger: BASTA E...

Como se Faz Fortuna na Ch...

Até que enfim!

Uma Cabeça de Alfinete

Facebbok

Ponte 25 de Abril

Portugal Roubado - 2

arquivos

Setembro 2018

Junho 2018

Maio 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds