Jornal Socialista, Democrático e Independente dirigido por Dieter Dellinger, Diogo Sotto Maior e outros colaboradores.
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2018
Os Professores e os seus Dinheiros

 

A questão que está em causa é a subida de escalões dos professores do ensino não superior que ficou congelada desde há 9 anos e 9 meses, portanto entre 4 escalões e 2 ou 1.

Os professores tinham e têm 10 escalões que são de 2 anos nos primeiros 4 escalões, de 6 anos no 5º escalão e seguintes até ao 10º . - 8 + 36 anos = 44 anos de carreira completa que é rejeitada pelos sindicatos.

Quem introduziu este esquema de escalões numa situação mais favorável foi em 1988 o então PM Anibal Cavaco Silva na sequência de um estudo feito por uma comissão de crânios que ele nomeou para estudarem as remunerações dos professores no sentido de substituir as tradicionais diuturnidades.

Essa comissão dividiu-se entre dois grupos, o que queria o modelo francês e o favorável ao modelo inglês. Acabou por vencer o modelo francês que foi, mais ou menos, o adotado e que então permitia praticamente a todos os professores alcançarem o 10º escalão e serem reformados com o vencimento máximo.

Na altura, Manuela Ferreira Leite era ministra das Finanças e chamou a atenção do PM Cavaco que isso iria no futuro criar um problema de despesa imensa, uma verdadeiro Monstro como o próprio Cavaco anos depois apelidou para dar a entender que não tinha sido ele o criador do sistema, mas foi da sua inteira responsabilidade.

Quanto às dúvidas de Manuela Ferreira Leite, Cavaco respondeu que o problema só começaria a verificar-se daí a 15 a 25 anos e que, provavelmente, nem ele andaria por cá ou não estaria na política e, além disso, a economia iria crescer e os salários sofria a degradação resultante da elevada inflação sentida durante todo o seu mandato que ultrapassava os 18%. Estávamos na era do Escudo. No fundo, Cavaco pensava em enganar toda a gente com a Inflação que praticamente parou a partir a introdução do Euro.

Os escalões eram então de 2 a 3 anos, pelo que em menos de 30 anos um professor alcançava o posto de “general” ou 10º Escalão.

Por isso, nem Cavaco nem o PSD falam muito deste assunto.

Atualmente os salários dos professores são os seguintes:

1º Escalão: 1.373,13 -descontos de 431,10 + subsídio de refeição de 104,50 c/ duração de 2 anos

2º Escalão: 1.709,60 – 604,90 + 104,50 c/ idem

3º Escalão: 1.864,19 – 678,30 + 104,50 - idem

4º Escalão: 1.982,40 – 740,44 + 104,50 - idem

5º Escalão: 2.137,00 – 819,87 + 104,50 – durante 6 anos

6º Escalão: 2.227,93 – 877,05 + 104,50 – durante 4 anos

7º Escalão: 2.473,46 – 1.001,65 + 104,50 - idem

8º Escalão: 2.718,99 – 1.128,25 + 104,50 - idem

9º Escalão: 3.091,82 – 1,322,31 + 104,50 - idem

10º Escalão: 3.364,63 – 1.469,87 + 104,50 – idem

 

Isto para professores não casados e sem dependentes. Com o casamento há uma redução ou aumento em IRS se o cônjuge trabalhar e reduções em função do número de dependentes que tanto podem ser filhos como ascendentes.

Estes números já revelam uma importante queda no tempo de Passos/Portas e o aumento na vigência deste governo porque são os valores aplicados em 2018.

Com Cavaco chegariam todos aos mais de 4.000 euros brutos.

O problema essencial é que são mais de 170 mil professores e o número de crianças nascidas diminuiu muito desde 1988, se bem que tenha aumentado até à escolaridade completa verificada no início do governo de Sócrates, mas desde então voltou a diminuir, agora só pela natalidade.

Cavaco quis reformar o maior número de funcionários públicos e da banca e empresas nacionalizadas com uma reforma suficiente alta para não protestarem e assim fez, criando um imbróglio financeiro que os seus apaniguados apontam o PS como culpado quando foi ele o único.

Tenho amigos reformados há 25 a 35 anos com os vencimentos por inteiro e a serem aumentados conforme os trabalhadores das respetivas categorias o eram. Foi bom para os que passaram mais de metade da vida a ganhar sem fazer nada ou tinham um trabalho privado qualquer que permitia aumentar os seus rendimentos.

Cavaco/PSD deu origem à crise da dívida pública com o MONSTRO financeiro que criou. Desculpem-me os funcionários e professores, mas a Pátria não dispunha de muitos recursos, tanto mais que Cavaco valorizou o Escudo e ao entrar na CEE o Estado deixou de ter a receita dos direitos aduaneiros e a indústria nacional a proteção que os mesmos proporcionavam.

Cavaco, enquanto reduzias possibilidades da Pátria obter recursos aumentou largamente as despesas vitalícias da Nação.



publicado por DD às 22:32
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Bolsonaro e o Poder Fedra...

A Europa Concubina do Imp...

Os Professores e os seus ...

Os Chineses Querem Mais D...

A China Tornou-se na 1ª P...

Ter ou Não Serviço Milita...

Dieter Dellinger: "Procur...

Dieter Dellinger: BASTA E...

Como se Faz Fortuna na Ch...

Até que enfim!

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Junho 2018

Maio 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2004

Maio 2004

tags

todas as tags

links
subscrever feeds